Diferença entre SEO e Google Ads

Pesquisar no Google é o primeiro passo no processo de compra de 70% dos brasileiros, segundo dados do State of Search Brasil 3ª edição, que é um estudo realizado por especialistas de SEO lançado no fim de 2022.  

Por entender esse comportamento pré-compra, cada vez mais presente na rotina dos consumidores do nosso país, empresas de diferentes portes e segmentos estão investindo em estratégias para aparecer na primeira página do Google e assim aumentar as chances de vender mais.

Por esse motivo um orçamento destinado ao Marketing de Busca se tornou fundamental para impulsionar a receita de e-commerces e outros negócios com presença digital que queiram conquistar cada vez mais possíveis clientes usando o maior buscador do mundo ao seu favor.

Para isso, profissionais de Marketing Digital e gerentes de lojas virtuais procuram entender quais as são estratégias para aumentar a visibilidade no Google como, por exemplo, o investimento em tráfego orgânico (proveniente do SEO) e/ou tráfego pago ( proveniente do Google Ads).

Entenda as principais diferenças entre SEO e Google Ads, lendo nosso artigo, que foi elaborado por especialistas em busca orgânica – que sabem muito bem como os dois canais trabalhando juntos – podem potencializar os resultados do seu negócio!


O que é Search Engine Optimization (SEO)

Mais conhecido como SEO, Search Engine Optimization é o mesmo que a otimização de sites para mecanismos de busca (canal orgânico).

Ou seja: SEO é um conjunto de estratégias e técnicas que têm como objetivo mais famoso fazer as páginas conquistarem melhores posições na busca orgânica do Google e/ou outros buscadores.

 O que aumenta a visibilidade do site e não gera custo a mais para a empresa só para aparecer entre os resultados de pesquisa do buscador (que não são anúncios online).

Para se ter uma ideia de como a busca orgânica do Google é importante para os negócios, 18% dos usuários escolhem acessar os sites pesquisando primeiro no buscador de acordo com o State of Search 2023, estudo divulgado pelo SEM Rush recentemente.

Porém, Search Engine Optimization vai além dos resultados da pesquisa orgânica porque ajuda a identificar oportunidades para o negócio, fortalece a marca e torna mais fácil vender (dentro e fora do site).

Saiba mais sobre SEO:

Tudo sobre SEO Onpage

Tudo sobre SEO Offpage

Tudo sobre SEO para VTEX

computador com lupa na tela representando um buscador

4 pilares de SEO 

  1. Tecnologia: otimizações onpage focadas em melhorar a parte técnica do site, arquitetura da informação, entre outras ações. Ou seja, esse pilar envolve qualquer tipo de barreira tecnológica que possa gerar dificuldade na leitura e interpretação do código pelos bots ou dificultar conversões no seu site ou loja virtual como, por exemplo, a lentidão no carregamento
  1. Usabilidade: essa é a área que foca na melhor experiência do usuário na navegação do site. Nela, são tratadas questões como arquitetura, abertura de página e design.
  1. Conteúdo: o Google vem aprimorando seus algoritmos para oferecer a melhor experiência de usuário na entrega de conteúdos. O BERT, por exemplo, permite interpretar quase perfeitamente linguagem natural. Ou seja, é um grande exemplo da importância desse pilar. Sem contar que conteúdo otimizado é estratégico porque ajuda nas conversões e no ranqueamento.
  1. Autoridade: é o pilar relacionado à conquista de links de qualidade, não apenas para aumentar o referral traffic, mas principalmente para crescer a autoridade da sua marca em pesquisas para determinadas palavras-chave e termos que os usuários que interessam ao seu negócio fazem. E nesse quesito, as estratégias de Link Building são fundamentais.  

Principais objetivos de SEO

  • Conquistar as primeiras posições da busca orgânica
  • Qualificar o tráfego
  • Awareness
  • Aumentar conversões 
  • Crescer a base de leads
  • Alavancar vendas ao longo prazo
  • Resultados duradouros

Google Ads é considerado SEO?

Google Ads não é considerado parte do SEO porque Search Engine Optimization é um conjunto de estratégias e técnicas de otimizações de um site para melhorar os resultados na busca orgânica.  

O que é feito por meio de melhorias nas páginas para que gere mais tráfego orgânico e haja melhor posicionamento no Google aumentando assim a visibilidade e encontrabilidade do site nesse tipo nos resultados de pesquisa que não inclui anúncios online

O Google Ads é uma plataforma de publicidade paga no Google onde os anunciantes pagam por cliques (PPC) ou impressões em anúncios.Ou seja, aparece na parte do buscador que é destinada aos links patrocinados de propaganda e não aos resultados de pesquisa orgânica (gratuita) como ocorre com os sites que investem em SEO. 

Dessa forma o investimento em Google Ads resultado no aumento do tráfego pago proveniente do mecanismo de busca. 

Como os objetivos do Google Ads são totalmente diferentes dos esforços de SEO, as estratégias de Marketing Digital são completamente distintas, mas podem ser complementares quando bem planejadas.

Portanto SEO, diferente do Google Ads, atua desde o aprimoramento da experiência do usuário no site até a produção de conteúdo útil para a busca orgânica com otimizações que incluem o uso estratégico de palavras-chave para que o texto atenda a intenção do usuário.

SEO é mais fácil do que Google Ads?

SEO não pode ser considerado mais fácil do que Google Ads – e vice-versa – porque ambos têm objetivos distintos, que para serem atingidos, requerem processos complexos totalmente diferenciados para atingir os resultados. Dessa forma os dois têm seus próprios desafios que incluem fatores como: 

  • Complexidade das estratégias
  • Experiência e expertise da equipe 
  • Objetivos específicos do negócio com o investimento nas otimizações ou campanhas
  • Entre outras

Vale lembrar que a dificuldade dos esforços de SEO e de Google Ads é algo subjetivo porque varia de pessoa para pessoa e até mesmo está relacionada com a realidade da empresa. 

Alguns podem achar que aprender SEO é mais desafiador devido à sua natureza técnica que engloba:

  • Acompanhar updates do Google
  • Entender de algoritmos
  • Pesquisar palavra-chave
  • Compreender a intenção das pessoas por trás da pesquisa realizada no buscador
  • Otimizar para melhorar a experiência de usuário
  • Entre outros desafios de fazer SEO

outros podem achar o Google Ads mais complicado devido a desafios como:

  • Unir criatividade e persuasão para criar as campanhas de publicidade online para o buscador
  • Ter conhecimento técnico para a configuração de anúncios na plataforma
  • Gerenciar bem o orçamento
  • Traçar estratégia de lances nos leilões online,=
  • Entre outros desafios de implementar campanhas de Google Ads

Portanto, sobre otimizar para a busca orgânica ser mais fácil ou não do que mídia paga é uma resposta subjetiva que depende das habilidades individuais de cada um e do contexto específico de cada campanha de Ads ou projeto SEO.

 O que é Google Ads

Chamado por muitos, até hoje, de Google AdWords que é seu antigo nome,  Google Ads nada mais é que a plataforma do maior buscador do mundo para a criação de campanhas de anúncios online.

Ou seja, é tudo aquilo que você encontra acima da página de resultado da busca orgânica do Google ( no topo da SERP) destacado como anúncio. Mas, existem outros tipos de link patrocinados que você pode criar e gerenciar pela plataforma:

  • Rede de pesquisa: todos as publicidades online que aparecem no início e no fim da SERP. A campanha é configurada para aparecer apenas para quem digita determinada keyword ou termo. E ao clicar no anúncio, o internauta vai direto para a loja virtual e há cobrança para a marca. 
  • Rede Display: sabe aqueles links patrocinados que são exibidos em blogs ou sites de notícia. Eles são alguns exemplos das mídias pagas que fazem parte das campanhas display do Google Ads que inclui ainda banners, anúncios em e-mail e textos, etc. Hoje em dia essa rede atinge aproximadamente 90% do usuários do maior buscador do mundo. 
rede display google
  • Anúncio de vídeo: o Google Ads tem uma modalidade para exibição de propagandas em streaming no YouTube (que reúne cerca de 2 bilhões de pessoas). Além disso, você também pode configurar anúncios em vídeo para ficarem disponíveis em toda rede display.
  • Anúncio  no Google Shopping: é a modalidade de campanha voltada para e-commerces e negócios locais. Isso porque você disponibiliza o inventário de produtos ou serviços por lá.
  • Anúncio para App: voltado para a divulgação de aplicativos pagos no Google Play. E também no Google Search, rede display e Youtube. Ou seja, é um tipo de anúncio configurado automaticamente pelo próprio Google Ads que é universal.

Principais objetivos de Google Ads

  • Anunciar o produto ou serviço para quem pesquisa determinadas palavras-chave ou termos no Google
  • Aumentar o tráfego pago 
  • Direcionar a pessoa que pesquisa do Google Search para para uma loja virtual ou site para comprar imediatamente o produto ou serviço
  • Alavancar vendas online ao curto prazo
  • Resultados imediatos (mas, que são efêmeros) 

Diferenças entre SEO e Google Ads

Além fazerem parte de SEM e utilizarem palavras-chave estrategicamente no maior buscador do mundo para levar mais tráfego para as páginas, e assim aumentar as chances de vendas e conversões, não há quase semelhanças entre SEO e Google Ads.

Mas, existem muitas diferenças que vão dos objetivos de cada ao tempo de retorno do investimento. E você vai ficar por dentro das principais neste post. Confira:

Diferença é visível na SERP

Bom, se você ainda tem dúvida sobre o que é SEO e o que é Google Ads, basta dar uma boa olhada na página de resultado de pesquisa do maior motor de busca do mundo.

Ela começa  e termina com resultados que são links patrocinados (o que o buscador deixa bem claro para o usuário hoje em dia e são produzidos via Google Ads). E só depois exibe os resultados do canal orgânico (que envolve o trabalho de SEO).

Tipos de tráfego

Quem investe em SEO pode esperar, ao médio ou longo prazo, o crescimento do tráfego orgânico. O que aumenta consideravelmente as chances de aumentar as vendas online.

Isso porque o trabalho de SEO envolve indexação e ranqueamento no Google para que as páginas possam posicionar entre os primeiros resultados da busca orgânica do mecanismo mais usado do mundo. E isso requer mais tempo do que criar campanhas de anúncios online.

Já em campanhas de Google Ads, o investimento que você faz é em tráfego pago. Isso porque foi preciso comprar keywords estratégicas para seu negócio em um leilão. 

E por meio da ferramenta, configurar e segmentar o público-alvo dos anúncios online que são exibidos na SERP para atrair e levar os usuários do Google para sua loja virtual ou site de serviço.

Custos com investimento

A busca orgânica do Google é gratuita. Mas, se você quer otimizar suas páginas para alcançar a primeira página então terá que contratar uma agência de SEO. Ou para consultorias ou para realizar projetos. 

De um jeito ou de outro, os custos mensais com SEO são muito menores do que os com mídia paga. Isso porque não há uma dependência de compra de keywords.O que dificulta  prever e controlar gastos e destinar budget para Ads.

Já o investimento em SEO é mais previsível porque você paga um valor X por projeto que dura no mínimo 3 meses. Além de ser menor ao longo prazo, é mais transparente e fácil de controlar os custos.

Abrangência

Como a maior parte das pessoas do mundo inteiro usa o Google para realizar pesquisas, SEO ficou muito ligado à busca orgânica dele. Mas, a verdade é que também é possível otimizar para:

  • Google
  • Bing
  • Yahoo 
  • Duck Duck Go
  • Baidu 
  • Ou qualquer outro buscador do mundo

Porém, é importante lembrar que SEO pode ser feito em todos os motores de busca contanto que faça sentido para as estratégias da sua empresa. 

Já os anúncios do Google Ads, eles podem usar diferentes canais como Google Search, YouTube e toda rede display. Mas, não poderá abranger o Bing e outros buscadores porque não fazem parte do conglomerado de empresas Google. 

Então caso queira anunciar no Bing, por exemplo, terá que criar campanhas de anúncios online no Microsoft Advertising (antigo Bing Ads).

 Prazo para retorno do investimento

Search Engine Optimization é um processo complexo de otimização de sites para buscadores. Portanto os resultados em SEO são ao longo prazo assim como é no Inbound Marketing. Diferente dos resultados em Google Ads que são  ao curto prazo.

Isso porque uma campanha de links patrocinados não precisa esperar indexação de páginas pelo buscador e também independe dos fatores de ranqueamento do Google.

Palavras-chave

A otimização de conteúdo em SEO costuma usar palavras-chave de cauda longa (long tails) e termos relacionados para ampliar o campo semântico. O que facilita o ranqueamento no Google. 

Sem contar que com o BERT, e outros algoritmos importantes do Google, hoje a intenção do usuário é muito mais importante em otimização de sites para busca orgânica do que propriamente as keywords (elas ainda são necessárias, mas com 

total contexto e relevância).

Já em campanhas de Google Ads, é indispensável comprar palavras-chave que tenham a ver com sua marca, produto ou serviço. E essas keywords importantes para o negócio costumam ter alta concorrência e são mais caras. Ou seja, há uma dependência total da plataforma. 

Time interno

Em um projeto de SEO, você precisa ter um gestor (que costuma ser o gerente de e-commerce ou de Marketing ) e também 1 analista de SEO e 1 estagiário. Ou seja, basta 3 pessoas do Marketing Digital da sua empresa lidando com a agência é suficiente.

Além disso, é importante contar com a ajuda de um desenvolvedor para ajudar na implementação da parte de SEO técnico. Ele pode ser da empresa ou terceirizado.

Dessa forma não é necessário montar um time SEO na sua empresa só para investir no canal orgânico.

Já em uma equipe de mídia paga, você tem o Analista de Mídia de Performance que planeja e executa as campanhas de Google Ads, Facebook Ads, entre outras ações em Marketing Place (caso seja uma loja virtual). E ele se reporta ao Coordenador de Marketing ou Gerente de E-commerce. 

SEO X Google Ads: Prós e Contras

É importante lembrar que Google Ads não é melhor ou pior do que SEO e vice-versa. Ambos têm seus prós e contras como tudo na vida e a sua empresa deve tomar a decisão de em qual investir primeiro com base em sua realidade atual e necessidades prioritárias. 

Para isso, é indispensável focar no objetivo de Marketing, conhecer as limitações técnicas e de orçamento, entender o grau de competitividade do mercado e até mesmo saber qual a real disposição de esperar pelos resultados. 

Prós do SEO

  • Investimento em Longo Prazo: quando o site ou e-commerce é otimizado tende a posicionar bem no mecanismo de busca. O que atrai tráfego orgânico (que é sem custo para sua empresa). Diferente do Google Ads que resulta em tráfego pago e para isso requer um orçamento constante em publicidade online.
  • Autoridade e Credibilidade: Investir em SEO também é uma forma de aumentar a visibilidade do seu negócio no Google. Com a produção de conteúdo útil e relevante de maneira otimizada, é possível construir uma imagem de autoridade, expertise e confiabilidade para sua marca por meio da sua presença na busca orgânica.
  • Alcance de Público Maior: por não se tratar de publicidade online, normalmente as pessoas costumam confiar mais nos resultados orgânicos e por isso tendem a clicar mais neles do que nos anúncios pagos.O que significa que você pode atingir um público maior por meio do SEO.
  • Maior Previsibilidade do Orçamento: quando você investe em SEO não está tão sujeito às flutuações dos custos de publicidade como no investimento em Google Ads em que os custos por clique podem variar constantemente. Além disso, quando você contrata um projeto SEO, por exemplo, é possível saber exatamente o custo do investimento durante 1 ano.
  • Conteúdo de Qualidade Otimizado: SEO muitas vezes está ligado à otimização de conteúdo de qualidade, que é estruturado para torná-lo útil e assim atender à intenção do usuário e ainda oferecer uma ótima experiência de leitura nos dispositivos móveis e computadores. Dessa forma as estratégias de SEO para conteúdo são verdadeiras aliadas da sua estratégia de Content Marketing. O que tende a potencializar resultados.
  • Melhora a Experiência do Usuário: investir em SEO também significa otimizar seu site para aprimoramento da experiência do usuário. Ou seja: torná-lo mais fácil de navegar e com melhor usabilidade.

Contras do SEO

  • Resultados em Médio/ Longo Prazo: Por ser um processo complexo que envolve não apenas seu time, mas também o mecanismo de busca, SEO não traz resultados imediatos como Google Ads. Pode levar pelos 3 meses para obter resultados consistentes com os esforços de otimização para a busca orgânica.
  • Competitividade: em nichos extremamente competitvos aparecer na primeira página do Google pode levar um pouco mais de tempo e ser um processo mais desafiador e complexo.
  • Mudanças nos Algoritmos podem impactar os resultados de SEO: As constantes atualizações dos algoritmos do Google exigem adaptação contínua da estratégia porque novos critérios podem trazer volatilidade para a página de resultado de pesquisa. Mas, se sua empresa foca em oferecer sempre a melhor experiência para o usuário (da experiência de leitura conteúdo a velocidade de carregamento de páginas) os impactos costumam ser muito menores quando há updates.

Prós do Google Ads

  • Resultados Imediatos:os anúncios do Google Ads oferecem resultados imediatos após o lançamento.
  • Controle de Orçamento: você tem controle total sobre seu orçamento e pode ajustá-lo conforme necessário.
  • Segmentação Precisa: é possível direcionar anúncios para públicos específicos com base em palavras-chave.
  • Testes e Otimização Rápida: as campanhas podem ser ajustadas rapidamente para melhorar o desempenho.

Contras do Google Ads

  • Dependência de Orçamento: a interrupção do investimento em Google Ads pode resultar na suspensão dos anúncios. O que prejudica o tráfego (principalmente quando você não tem outras formas de trazer usuários do Google para seu site)
  • Custo alto com o passar do tempo: os anúncios online exigem um orçamento contínuo e podem ir encarecendo progressivamente com o passar do tempo
  • Menos Credibilidade: usuários podem ser céticos em relação a anúncios pagos e preferir clicar nos resultados da busca orgânica afinal a publicidade serve para a empresa divulgar os beneficios do produto ou serviço ou promover um conteúdo que interessa a marca que seja promovido.
Carrinho virtual na tela representando vendas online ou loja virtual

Combinar estratégias de SEO e Google Ads é a melhor opção

Muitas empresas bem-sucedidas fazem uma perfeita combinação de SEO e Google Ads para atingir seus objetivos de Marketing de maneira eficaz levando em conta seus recursos disponíveis e prazos para geração de resultado. 

O que é o ideal já que as 2 estratégias para aparecer no Google são muito mais eficazes quando usadas juntas. Confira os principais motivos para unir Google Ads e SEO na estratégia de Marketing Digital da sua empresa:

  • Complementaridade: enquanto o SEO se concentra em melhorar a visibilidade nos resultados da busca orgânica do Google e a autoridade do site em longo prazo, o Google Ads oferece resultados imediatos por meio de publicidade paga.
  • Objetivos de Curto Prazo vs. Longo Prazo: se sua empresa busca resultados imediatos e está disposta a investir em publicidade paga, o Google Ads é a melhor opção. Por outro lado, se você está planejando, em médio e longo prazo para construir uma presença orgânica sólida nos mecanismos de busca, o investimento em SEO é recomendado.
  • Orçamento e Recursos:Google Ads requer um investimento contínuo para manter seus anúncios ativos no buscador. Já o SEO, embora exija esforço inicial, pode se tornar mais econômico em longo prazo porque não gera dependência de budget cada vez maior para se manter aparecendo no Google como nas campanhas de publicidade online.
  • Concorrência: em mercados altamente competitivos pode ser vantajoso usar o Google Ads para conquistar espaço rapidamente enquanto o SEO pode ser uma estratégia valiosa para se destacar em nichos principalmente em médio e longo prazo.
  • Estratégia de Conteúdo: se você já está investindo em Marketing de Conteúdo, o SEO pode ser uma extensão natural dessa estratégia, pois a criação de conteúdo otimizado útil de qualidade é uma fundamental para conquistar as primeiras posições da busca orgânica do Google.
  • Flexibilidade:Google Ads oferece maior flexibilidade para ajustar campanhas online e orçamentos rapidamente. O que pode ser útil para ações sazonais ou promoções específicas. Já as estratégias de SEO também podem ser ajustadas, mas demora mais tempo para que as mudanças sejam implementadas e se veja o resultado delas por ser algo ao médio ou longo prazo.

Qual é melhor para meu negócio? 

Tudo vai depender dos seus objetivos e resultados esperados. Mas, o ideal é criar uma estratégia de SEM que reúna SEO e Google Ads de maneira complementar. 

Por exemplo: seus anúncios online  levam para páginas do site como Categoria, Produto ou Home. Se elas estiverem otimizadas para SEO, as chances do internauta realizar a compra são muito maiores.

Ou seja, loja virtual carregando rápido, com conteúdo de qualidade que facilita a vida do usuário e até agrada o Google que o posiciona bem na SERP. E o mesmo pode ser realizado com Landing Pages.

Mas, se seu budget está limitado e você precisa alavancar vendas para ontem. Investir em Google Ads pode ser um bom começo porque o retorno é bem mais rápido do que o de SEO. 

Porém, a dependência da mídia paga, ao longo e médio prazo, costuma fazer você ter que distribuir seu orçamento entre diferentes canais. E aí o investimento em SEO é um excelente negócio.

Conclusão

Diversificar investimentos é uma estratégia muito recomendada no mercado financeiro. Isso porque o investidor reduz consideravelmente os riscos. E essa lógica serve também para o mundo do Search Engine Marketing (SEM).

Quando você investe em um projeto de SEO, a empresa consegue resultados duradouros, ainda que ao longo prazo, e reduz consideravelmente a dependência do investimento em mídia paga. O que é algo que traz resultados rápidos, mas requer um budget cada vez mais alto para isso.

Por esse motivo, mesmo Google Ads e SEO sendo maneiras totalmente diferentes de trazer tráfego para o site ou loja virtual, elas podem se tornar complementares em uma mesma estratégia de SEM para aumentar o ROI. 

Sua empresa investe em Google Ads e SEO? Compartilhe com a gente sua experiência em investir em diferentes estratégias de Search Engine Marketing. 

Search Lab

Search Lab

A equipe da Search Lab é composta por analistas de SEO, desenvolvedores frontend, redatores, etc. Todos com uma característica em comum: a paixão por SEO.
Compartilhe esse conteúdo:

Posts relacionados