Tráfego X tráfego orgânico: o que é cada um e qual a diferença entre eles?

Conquistar as primeiras posições na busca orgânica do Google é uma importante meta de SEO. Mas, você sabe porque é tão fundamental assim alcançar a página 1 do maior buscador do mundo? 

Aqui na Search Lab, nós costumamos dizer que “ranqueamento é meio, não fim”. Isso porque se posicionar no top 5 do Google é apenas um passo para atingir os verdadeiros objetivos da empresa com o investimento em SEO. O que pode ser do crescimento da base de leads até o aumento da consciência da marca, entre outros.  

Quer entender melhor o que é tráfego e conhecer seus diferentes tipos? E também compreender a importância do tráfego orgânico para seus negócios online? Então acompanhe este post porque vou explicar tudo em detalhes para você! 

O que é tráfego em SEO

Em Search Engine Optimization (SEO), a palavra traffic (tráfego em português) significa a quantidade de usuários navegando em um site. O que é descoberto por meio de análise de métricas em ferramentas de SEO como o Google Analytics (GA).

Para você entender melhor, vou dar um exemplo prático e offline. Imagine um dono de loja física que vive com o estabelecimento vazio. Para mudar isso, ele resolve investir em diferentes estratégias para trazer mais gente para o comércio dele. 

O empresário começa a criar ações para estimular a propaganda boca a boca, coloca gente na rua distribuindo folders, investe em busdoor, entre outras formas de deixar a loja cheia. 

É exatamente isso que representa o tráfego no digital. Porém, ele não é garantia de aumento de vendas online. Isso porque o foco é trazer internautas para suas páginas. E por meios diversos sendo o tráfego orgânico apenas um deles.

Tipos de tráfego 

Em projetos de SEO, o crescimento do tráfego orgânico costuma ser um dos  principais objetivos das empresas que investem em otimização de sites para mecanismos de busca. Ou, pelo menos, é uma das metas. 

Já quem investe em Link Building, também precisa trabalhar o Referral Traffic porque ele está diretamente ligado aos backlinks que são inclusive um dos mais de 200 fatores de ranqueamento do Google. 

Mas, existem outros tipos de tráfego em Marketing Digital que nada tem a ver com Search Engine Optimization. Confira os principais tipos: 

  • Tráfego orgânico: também é conhecido como tráfego natural, é quando os internautas chegam ao seu site por meio da busca orgânica dos buscadores como o Google e Bing.  
  • Tráfego de referência: também conhecido como Referral Traffic, esse tipo de tráfego é aquele que envolve estratégias de SEO Offpage, backlinks e Link Building
  • Tráfego pago: também chamado no meio de links patrocinados, é quando os acessos chegam ao seu site por meio de anúncios em buscadores como o Google Ads ou publicidades nas redes sociais (Facebook Ads / Instagram Ads). 
  • Tráfego social: é aquele proveniente dos links orgânicos em publicações gratuitas em redes sociais como Instagram ou Facebook.

O que é tráfego orgânico 

Quando você investe em SEO, dependendo do objetivo do seu projeto, o aumento do tráfego orgânico costuma ser um dos resultados. E para isso, contar com a ajuda de experts em SEO para conquistar as primeiras posições da busca orgânica do Google é fundamental.  

Isso porque as pessoas que estão pesquisando sobre uma determinada palavra-chave ou tema irão encontrar a resposta que procuram no conteúdo da sua empresa. 

E por meio de backlinks no blog da marca passam a conhecer também os produtos ou serviços oferecidos. O que, ao longo prazo, pode aumentar consideravelmente as transações do seu negócio. Já, o resultado ao curto prazo do investimento, é o crescimento do número de internautas navegando no seu site

Que saber o benefício de investir em tráfego orgânico na prática? Então descubra como um dos nossos clientes conseguiu aumentar 96% do tráfego orgânico anual com SEO. Aproveite para conhecer outros Cases SEO da Search Lab!

A importância do tráfego orgânico para e-commerces

Quando a intenção dos usuários é comprar, os conteúdos de lojas virtuais, bem posicionadas nos buscadores, que respondem às principais dúvidas dos potenciais consumidores atraem cliques que conduzem direto para o e-commerce

E com o aumento da quantidade de pessoas na loja virtual, as chances de crescimento das vendas online se elevam consideravelmente.  

SEO X Ads: diferença entre tráfego orgânico e tráfego pago 

Search Engine Optimization (SEO) e links patrocinados são estratégias completamente diferentes. Porém, costumam ser confundidas porque fazem parte de Search Engine Marketing (SEM), mais  conhecido como Marketing de Busca.  

Anúncios online (Ads) geram tráfego pago

No Google Search, a publicidade online fica discriminada acima dos resultados da busca orgânica. E o objetivo principal do investimento em advertising (Ads) é gerar tráfego pago para aumentar as vendas ao curto prazo. 

E para isso, é necessário o uso de ferramentas como Google Ads, por exemplo, que permitem criar anúncios no maior buscador do mundo. Ou Bing Ads, Yahoo Ads, entre outras. 

Vale lembrar que as campanhas de links patrocinados são baseadas em compra de palavras-chave. E ainda há cobranças do buscador que podem ser por cliques (CPC), impressões (CPM), visualização (CPV) ou ações no site (CPA). 

A maior vantagem do investimento em Ads é que o resultado é bem rápido. Mas, com o passar do tempo, as empresas acabam ficando dependentes do alto custo com campanhas de link patrocinado.  

Search Engine Optimization gera tráfego orgânico

Embora ranqueamento não seja fim, mas apenas meio, quando o assunto é aumentar o tráfego orgânico, o SEO tem como principal objetivo criar estratégias e táticas onpage e offpage para posicionar os sites na primeira página dos buscadores.

Isso porque os usuários quando fazem uma pesquisa no Google não costumam clicar nos resultados da busca orgânica que estão na página 2. Ou seja, para aumentar o tráfego natural é indispensável estar nas primeiras posições. E para isso, é necessário contar com a ajuda de especialistas de SEO

Vale lembrar que apesar de os resultados não serem ao curto prazo, como os de Ads (até porque os buscadores não indexam imediatamente as páginas). 

Mas, eles são mais duradouros. Inclusive porque uma vez que o site posiciona bem, os esforços em SEO, quanto ao tráfego orgânico, costumam ser apenas para mantê-los no top 5. O que atrai mais usuários para as páginas do seu site.

Porque investir em tráfego orgânico

Segundo o site americano especializado em SEO, Search Engine Journal, cerca de 70% dos links que as pessoas clicam nos buscadores são naturais. Ou seja, a maioria dos internautas acessa páginas que aparecem na busca orgânica. E por esse motivo o tráfego orgânico é realmente importante para quem quer:  

  • Aumentar a quantidade de internautas no seu site
  • Reduzir a dependência da mídia paga (Google Ads, Bing Ads, etc.) 
  • Ter menores custos em relação aos anúncios online 
  • Fortalecer a autoridade da sua empresa
  • Ampliar a consciência da marca (Awareness)
  • Crescer a base de leads qualificados

Primeiros passos para aumentar o tráfego orgânico do seu site

  1. Tenha em mente o motivo real de querer mais gente navegando nas páginas do seu website. Vender mais? Crescer a base de leads qualificados? Etc.
  2. Forme uma equipe interna de Search Engine Optimization ou monte um time para tocar o projeto com uma agência especializada em SEO
  3. Analise como está a parte técnica do seu site (erros, quedas de servidor, HTML limpo, marcação de dados, etc.) Caso algo não esteja funcionando bem, é fundamental implementar as otimizações onpage necessárias antes de trabalhar para aumentar o tráfego orgânico. 
  4. Verifique inclusive se suas páginas estão carregando rápido. Isso porque se não estiverem, isso irá invalidar os resultados das estratégias para crescimento de tráfego orgânico. Já que os  usuários não esperam mais de 3 segundos uma página abrir. Então se o carregamento for superior a isso, elas simplesmente vão embora aumentando assim o Bounce Rate.
  5. Analise também a situação dos backlinks do seu site. A linkagem externa é de qualidade? Há links quebrados? Ou seja, o SEO Offpage precisa estar ok.
  6. Trace estratégias de SEO com base no objetivo (que deve estar muito bem alinhado com os do negócio e os do setor de Marketing Digital) 
  7. Mensure tudo para analisar o que está funcionando e o que precisa ser aprimorado

Quer saber como lidar com quedas de tráfego orgânico? Assista o vídeo abaixo sobre o tema porque Victor Baptista explica como agir para reverter esse problema de SEO.

Tráfego orgânico e tráfego qualificado não são a mesma coisa

O que é tráfego qualificado

Quando você consegue levar para seu site pessoas, que já estão pelo menos, no meio da jornada do cliente para o fim, é considerado tráfego qualificado

Portanto ele traz usuários para o site que se interessam por seus produtos ou sua marca. O que aumenta consideravelmente as chances de venda online ou na loja física.

Vale lembrar que o tráfego qualificado pode resultar de diferentes canais de Marketing Digital, não apenas do canal orgânico. Então, dependendo do seu objetivo de SEO, nem sempre ele vai levar leads para seu e-commerce ou site. 

Porque tráfego orgânico nem sempre é tráfego qualificado

Já quando você implementa estratégias de SEO no seu site, um dos primeiros resultados costuma ser o aumento do tráfego orgânico. 

Isso porque quando as páginas estão bem posicionadas no Google, para determinados termos e palavras-chave, é possível levar as pessoas do buscador direto para seu site ou e-commerce.

Mas, se elas estiverem ainda na fase da descoberta, topo do funil de marketing, elas tendem a encontrar a informação desejada e ir embora do site. O que pode aumentar o Bounce Rate (taxa de rejeição).

Porém, por meio de uma linkagem interna que faça sentido para essa etapa da jornada do cliente, você pode conseguir aumentar o tempo de navegação dele no site de uma página para outra. 

O que pode elevar o tempo de sessão por páginas, por exemplo, mas dificilmente a pessoa irá realizar a compra naquele momento. Portanto o tráfego orgânico, por si só, não pode ser considerado tráfego qualificado

Embora seja fundamental para aumentar leads. Até porque uma meta de conversão em SEO comum, nessa fase da jornada, é a assinatura da newsletter. 

O que dá a oportunidade da sua empresa fazer nutrição de leads por e-mail marketing e quando ele estiver qualificado, realizar a venda online ou na loja física.

O que é gerar mais tráfego qualificado então?

É quando sua empresa consegue trazer usuários para o site ou loja virtual que estão mais perto do momento de compra. Ou seja, indo para o fundo do funil.

Vale lembrar que há diferentes formas de gerar tráfego qualificado no seu site como:

  • Campanhas de Ads: tráfego pago que vem de anúncios online (Google Ads, Facebook Ads, etc.)
  • Estratégias de Link Building: tráfego de referência ou Referral Traffic
  • Estratégias de Redes Sociais: tráfego que vem do Instagram, Facebook, etc.
  • Canal Orgânico: tráfego gratuito que vem direto do buscador do Google ou concorrentes por meio de pesquisa de termos ou palavras-chave ( SEO no branding)
  • E-mail Marketing: tráfego proveniente de campanhas de nutrição de leads 
  • Direto no site: tráfego quando as pessoas digitam a URL da marca direto no navegador ou pesquisam direto o nome da marca no Google ( SEO branding)

Comprar tráfego qualificado não vale a pena

O processo de qualificação dos leads é fundamental para o tráfego qualificado. Isso porque  você identifica se o lead está quente e a ponto de virar uma oportunidade. 

Ou seja, se ele realmente tem interesse na compra do seu produto. E ao mesmo tempo, sua empresa ainda trabalha o relacionamento com a marca.

Caso você compre tráfego qualificado, provavelmente não deve obter tanto retorno com o investimento, porque sua marca não teve a oportunidade de estreitar o relacionamento com essas pessoas. 

Então seu negócio pode até conseguir uma venda online ou outra com a compra de tráfego qualificado, mas difcilmente estará investindo também em fidelização de clientes com essa prática. 

Sem contar que ela não é considerada uma boa prática de Marketing Digital e muito menos de SEO. 

Como gerar tráfego qualificado?

  • Estratégias de Ads bem alinhadas com as estratégias de SEO 
  • Produção de conteúdo SEO (otimização de conteúdo de página de categorias produtos,, etc. e até estratégia de SEO para blog)
  • Estratégias de Link Building,  entre outras de SEO Offpage
  • Estratégias de Redes Sociais para levar para o site, blog ou loja virtual e manter conversa com usuários
  • Estratégias de E-mail Marketing para nutrição de leads é fundamental
  • Participação em eventos digitais ou presenciais, networking, entre outras formas de recomendar o acesso ao site de pessoas que já têm interesse na compra de produtos como os que você vende

Conclusão

Aumentar o número de pessoas navegando no seu site é o resultado que você pode esperar ao investir em estratégias para o crescimento de tráfego.

Mas, vale lembrar que há diferentes tipos de tráfego que vão do investimento em links patrocinados nos buscadores (paid traffic como Google Ads e Bing Ads) ao tráfego natural da busca orgânica (organic traffic). Sendo que esse último requer um árduo trabalho em Search Engine Optimization para conquistar bons resultados.  

Caso você tenha como meta de SEO aumentar o tráfego orgânico da sua loja virtual, por exemplo, terá que analisar antes alguns pré-requisitos básicos como a qualidade do SEO Onpage e a parte técnica do site. 

Além, é claro, de compreender que os resultados irão aparecer ao longo prazo. Isso porque seu site precisará antes estar bem posicionado na primeira página do Google. E dependendo da posição que ele ocupa hoje, isso pode demorar ainda mais tempo ou ter um período menor para colher bons frutos.  

Quer entender mais de SEO para aplicar no seu negócio online? Assine a newsletter Search Lab para receber em primeira mão nossos novos posts sobre Search Engine Optimization assinado por especialistas experientes no ramo.

pesquisa-seo-download

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nossos Parceiros
Plataformas
Newsletter
Confirme que não é um robô
Rolar para o topo