Guia SEO para VTEX

Estar nas primeiras posições do Google e outros buscadores é fundamental para ser encontrado por quem compra na internet.  E por meio do aumento do tráfego orgânico, conseguir alavancar as vendas online.

Mas, para atingir esses resultados tão importantes para o seu negócio, a otimização de sites para mecanismos de busca orgânica (também conhecida como Search Engine Optimization – SEO) é algo indispensável.

Você sabia que a plataforma VTEX permite implementar estratégias de SEO avançadas na sua loja virtual?  

Neste guia completo da Search Lab, agência que só faz uma coisa: tudo em SEO, é possível aprender o que seu e-commerce precisa para tirar o melhor proveito das otimizações de página e conquistar a primeira página do Google.

Quer aprender tudo de forma prática e simples? 

Então confere o que você encontra em nosso Guia SEO para VTEX:

O que é SEO

A sigla vem do termo inglês Search Engine Optimization que significa em português otimização de sites para mecanismos de busca.

Portanto é o conjunto de estratégias e implementações (onpage e offpage) para as páginas de sites ou e-commerces ficarem melhor posicionadas na busca orgânica do Google, Bing, Yahoo, Duck Duck Go, entre outros.

Ou seja, permite atingir as primeiras posições na parte da página de resultados de pesquisa dos buscadores que não têm anúncios (canal orgânico). E por isso garante o aumento do tráfego orgânico quando sua loja virtual está bem posicionada para determinadas keywords ou termos-chave do seu negócio.

SEO Onpage

Durante muito tempo quando se pensava em otimização de páginas para buscadores as pessoas pensavam apenas nas implementações onpage. Ou seja, ao SEO técnico porque é a partir dele que muitos projetos de Search Engine Optimization começam mesmo. 

E antigamente, quando o Google ainda não era tão desenvolvido tecnologicamente (com inteligências artificiais, algoritmos e updates que hoje permitem a interpretação semântica bem próxima aos dos seres humanos), SEO realmente se resumia às implementações de otimizações dentro das páginas.

Portanto o SEO Onpage ainda é muito importante para potencializar resultados na busca orgânica. Confira algumas implementações indispensáveis atualmente:

SEO Offpage

A conquista de backlinks de qualidade melhora a posição das páginas no ranking da busca orgânica do Google. Ou seja, as estratégias de Link Building e Guest Post compõem o importante pilar Autoridade do SEO.

Por esse motivo não pode ser ignorado por e-commerces que pretendem aumentar o Referral Traffic da loja virtual. Ou seja, o tráfego que chega às páginas por meio de linkagem na página de terceiros.

Com o update EAT do Google (Expertise, Authority and Trust), o maior buscador do mundo passou a valorizar no ranqueamento páginas com conteúdo produzido por especialistas no assunto que ela aborda. 

Coisa que há 10 anos ou mais, o mecanismo de busca não se importava. Então se você não se preocupa com o SEO Offpage pode estar perdendo oportunidades de ocupar melhor posição na SERP, aumentar o tráfego e ainda gerar mais chances de vender online.

Como SEO ajuda seu e-commerce a
vender mais usando a plataforma VTEX

  • Criando estratégias para seu e-commerce
  • Posicionando sua loja virtual na primeira página do Google
  • Aumentando o tráfego orgânico
  • Crescendo a geração de leads qualificados
  • Convertendo mais clientes
  • Vendendo mais

Como otimizar sua loja
virtual para SEO na VTEX

  • Arquitetura da informação
  • Indexação 
  • URLs amigáveis
  • Otimização de conteúdo para páginas de categorias

Arquitetura da Informação
na plataforma VTEX

Esse é o ponto  que SEO e UX se encontram em prol das conversões do seu e-commerce e também do melhor posicionamento das páginas dele na SERP.

Isso porque uma Arquitetura da Informação bem estruturada contribui tanto para melhorar a experiência de navegação das pessoas quanto facilita a vida dos robôs do Google na hora de vasculhar o conteúdo das páginas para realizar indexação e ranqueamento.

Ou seja, o usuário encontra facilmente o que procura e assim realiza rapidamente conversões e vendas. E os Googlebots também acham informações rapidamente. Por esses motivos melhora o posicionamento das suas páginas nos ranking  do resultado de pesquisa.

O que ajuda a trazer mais gente para sua loja virtual (tráfego orgânico) e consequentemente aumenta as chances de mais vendas e conversões.

A VTEX oferece recurso Arquitetura da Informação,
mas a organização dos dados é função sua

A plataforma de e-commerce facilita a Arquitetura da Informação do seu site permite cadastramento de categorias em fluxograma. Dessa forma é só você personalizar o design intuitivo com base na organização de informações que faz sentido para sua loja virtual e, claro, para seus usuários.

Por esse motivo não espere que a VTEX vai planejar essa parte tão estratégica para o negócio e para SEO por você. O que você pode contar como solução nessa parte é o template personalizável de arquitetura da informação (cadastramento de categorias).

Mas, o trabalho de classificar informações de maneira organizada e funcional nas páginas é da sua empresa.

Organização da loja virtual: como estruturar as
informações no e-commerce para ter ótima usabilidade

Não tem ideia de como fazer a Arquitetura da Informação da sua loja virtual? Calma que você já confere algumas dicas.

A principal é se colocar no lugar das pessoas. Tanto das que nunca entraram no seu site e desconhecem totalmente sua marca quanto daquelas que são fiéis a sua marca e que sabem muito bem o que querem no seu e-commerce. 

Busque, pelo menos, o equilíbrio entre esses dois perfis de usuários para não exagerar em subcategorias ou economizar informações fundamentais na arquitetura. Isso porque ambas atitudes vão prejudicar a usabilidade.

Estrutura da Arquitetura da Informação para e-commerces

Ajuda muito compreender a navegação como algo em diferentes níveis. Similar a uma cebola que tem diferentes camadas para descascar.

Então se uma pessoa vem pela Home, ela vai precisar descascar a cebola desde a casca mais externa (demorar mais para executar a ação), mas se ela chegar ao e-commerce já na página de subcategoria, está em uma camada mais funda (faltam poucos passos para concluir a ação de compra).

Na prática, esse conceito de camadas de navegação costuma funcionar bem na seguinte estrutura:

  • Home: a página inicial é a camada mais externa que reúne todas os departamentos de uma loja virtual no menu.  
  • Departamento: são os botões do menu principal de navegação. Em um e-commerce de moda por exemplo seria roupas femininas, roupas masculinas, etc.
  • Categoria: dentro de departamento, você encontra as categorias que no exemplo acima seria camisas polos, camisetas, regatas, calças, acessórios, calçados, etc. Em uma grande varejista de eletrônicos seria, por exemplo, smartphones marca Y.
  • Subcategoria: é a camada mais profunda porque normalmente são os produtos que compõe as categorias.
    Ex: camisa polo listrada, camisa polo básica, etc..

Como criar Arquitetura da Informação
na plataforma VTEX

Após ter planejado toda a estrutura da arquitetura da informação do seu e-commerce de maneira assertiva, é hora de inserir os dados no template personalizável da plataforma.

Abaixo você aprende como fazer. Confira:

  • Acesse a opção Cadastro de Produtos na Página Inicial da plataforma VTEX;
  • Dentro dela, você vai selecionar a primeira opção que é Categoria;
  • Ao clicar em Categoria, vai abrir a página Categoria – Administração de Categoria;
  • No canto esquerdo superior da tela, clique em Categoria (nela que você vai aplicar a hierarquia das informações que você planejou (árvore de categorias sendo Departamento a categoria nível 1 porque essa opção em si é a 0);
  • Ao clicar, vai aparecer embaixo de pesquisa de categorias, o botão Categoria Ações;
  • Escolha a opção Incluir Categoria;
  • Vai abrir uma página para você cadastrar diversos campos para você preencher e selecionar sendo os principais: Nome, Palavras Substitutas, Title, Description, Categoria Pai e Categoria Global VTEX;
  • Deixe selecionada a opção Categoria está ativa no site e selecione (caso seu e-commerce seja multimarca, vale a pena marcar também a opção Categoria possui filtro de marca);
  • Em Modo de Exibição do Produto, a dica é selecionar a opção Definição da Especificação do SKU (para ele ficar mais coerente nas categorias, mas  essa opção não é padrão, pode mudar nas categorias que quiser);
  • Preencha tudo e Salve.

 

Ao fazer tudo isso, em cada categoria, você consegue personalizar a arquitetura da informação na VTEX. 

Dessa forma você transforma, por exemplo, o departamento camisa polo em categoria pai de camisa polo masculina que por sua vez pode dar origem às categorias filhas como camisa polo básica e camisa polo listrada (subcategorias). Para retomar o exemplo de e-commerce de moda.

Cuidados ao cadastrar categoria na VTEX em termos de SEO

  • Palavras Substitutas: é para colocar palavras que são sinônimo do produto.
    Ex: notebook e laptop (se a pessoa pesquisar das duas formas irá encontrar, mas não precisa se preocupar com plural e gêneros aqui);
  •  Tag Title: é o título da página (H1) que aparece na aba do navegador também. Para posicionar melhor no Google, é fundamental otimizar Titile para SEO;
  • Tag Meta Description: é a descrição da página de categoria. Para colaborar com SEO, a dica é otimizar o conteúdo  da Description com palavras-chave; 
  • Categoria Pai: tem a ver com a hierarquia da informação (árvore) por meio dela você pode criar categorias filhas se necessário.
    Ex: Smartphone Samsung dentro da categoria pai Celulares
  • Categoria Global VTEX: para SEO não impacta em nada. É útil para quem investe em Marketing Digital Pago (Ads).

Quer saber como cadastrar produtos na VTEX?

A parte de inclusão de Produtos tem partes similares a de inclusão de categorias. Mas, também tem muita coisa diferente que você pode aprender lendo o post da Search Lab sobre isso.

Para saber mais a fundo como preencher cada item na plataforma, a dica é conferir nosso conteúdo sobre cadastramento de produtos na VTEX que explica com informações em textos e em vídeo para você aprender o passo a passo direitinho.

Breadcrumb e sua importância
para usabilidade da loja virtual

Também conhecido como navegação estrutural, esse recurso revela o caminho de navegação até a página que a pessoa está acessando. Portanto é positivo tanto para SEO quanto para UX. 

Confira os principais benefícios de usar breadcrumbs no seu e-commerce: 

  • Ajuda  o internauta a encontrar produtos no seu site mais facilmente;
  • Agiliza a vida dos robôs do Google na hora de entender bem como funciona
    a hierarquia da informação dentro do seu site;
  • Permite transmitir autoridade de uma página para outra na sua loja virtual (link juice).

Como o breadcrumb é bom para o usuário
e para as vendas online


Exemplo: Vamos supor que eu quero comprar uma camisa polo listrada e estou navegando nessa página. De repente, eu me lembro que preciso comprar o presente de aniversário do meu irmão, mas sei que ele não usa listras. 

Posso voltar para a categoria de camisas polo masculina, usando o Breadcrumb, para sair da subcategoria Camisa Polo Listrada. E assim conhecer todas as opções de camisa polo masculina do site (como básicas, lisas, marcas etc). 

Ou seja, conhecendo as diferentes subcategorias na página de categoria, eu posso ter uma ideia do que presentear meu pai e achar mais facilmente o produto na loja virtual.

Como inserir Breadcrumbs na VTEX

Existe uma lista de controle específica para isso na VTEX. Mas, ela só está disponível  para as páginas de Produto, Categoria, Departamento e na Pesquisa.

< vtex.cmc:breadCrumb / >

SEO Onpage na VTEX

As otimizações de página são indispensáveis para alcançar posições de destaque no Google Search e também ajudar a aumentar conversões no seu e-commerce. 

Também conhecidas como SEO Onpage, esse trabalho mais técnico é fundamental até mesmo para melhorar experiência dos usuários nas páginas da loja virtual e assim vender mais online, além de otimizar tempo dos robôs do Google na hora de indexar e ranquear páginas.

Existem diferentes tipos de otimizações onpage como técnicas de SEO para Title e Description, mas nesse Guia SEO para VTEX da Search Lab você encontra as mais importantes para seu e-commerce performar melhor como:

  • Sitemap
  • Indexação e robots.txt

Quer entender melhor sobre performance em SEO?

Assista o vídeo abaixo porque Victor Baptista explica o que é performar bem e as otimizações onpage que ajudam.

Confere só:

Importância do sitemap bem estruturado

Com o objetivo de agilizar a indexação no Google, o sitemap é um arquivo XML que informar ao buscador todas as páginas publicadas no seu e-commerce, atualizações realizadas nelas e a frequência de modificação. E até se há versões em outros idiomas.

Ou seja, é por meio do sitemap.xml que você revela ao mecanismo de busca quais são as páginas mais importantes da sua loja virtual e também fornece dados sobre a estrutura da hierarquia.

O que acelera o processo de indexação no mecanismo de busca porque os Googlebots conseguem entrar com mais facilidade nas páginas do seu e-commerce. 

Como criar o sitemap da minha loja virtual?

Você deve estar se perguntando. Não precisa se preocupar porque a VTEX gera esse XML automaticamente sem ter que configurar nada.

O sitemap gerado pela plataforma inclusive deixa toda a estrutura do e-commerce organizada em Departamento, Categoria, Produtos e Marcas.

Como enviar sitemap da sua loja virtual para o Google

Para  enviar o arquivo xml com a estrutura hierárquica do seu e-commerce para o buscador, é necessário usar o Google Search Console

  • O primeiro passo é adicionar sua loja virtual à conta dessa ferramenta Google. Depois seu domínio precisa ser cadastrado e verificado pelo GSC.
  • Após essa etapa inicial, basta você clicar em Sitemap na Aba Índice da ferramenta
  • Insira a URL do domínio da sua loja virtual que costuma ser: http://www.[dominio].com(.br)/sitemap.xml
  • Clique em Enviar 

Ao fazer esse procedimento simples, você permite que o GSM possa fazer a verificação do arquivo XML do seu e-commerce. E assim a indexação será mais rápida.

Como fazer indexação das páginas do meu e-commerce na VTEX

Você sabe como funciona a indexação do Google? É simples: independente de suas orientações, os robôs vasculham os sites e lojas virtuais para descobrir qual o conteúdo de cada página e assim armazenar essas informações no banco de dados do buscador para posteriormente fazer o ranqueamento.

Se você não informar aos bots quais páginas indexar e quais não indexar, eles simplesmente irão vasculhar tudo e indexar até o que não deve (como, por exemplo, a página de carinho virtual entre outras que precisam de sigilo para segurança das informações).

Ou seja, essa informações sobre o que é index e no index precisam estar claras para o Google. E para isso ocorrer, você precisa configurar o robot.txt que é um arquivo (que todo site tem) justamente para o administrador determinar o que será indexado ou não.

Portanto é robot.txt que limita o acesso dos bots nas páginas que você inserir o comando disallow e permite nas outras (que não tem). O endereço para configuração é: 

 www.sualojavirtual.com.br/robots.txt

 

Para otimizar o arquivo Robots.txt na plataforma, você irá acessar:

  • Configurações
  • SEO
  • Robots.txt. (inserir o comando disallow +o diretório que você não quer que seja indexado pelo Google) 

Vale lembrar que com o aumento dos acessos da internet via smartphones, o maior buscador do mundo passou a indexar primeiro a versão mobile dos sites.

Então é preciso ter o mesmo cuidado na otimização do seu e-commerce nas duas versões (caso ele tenha ambas) para oferecer a mesma experiência do usuário em dispositivos móveis e computadores e assim não perder vendas online por problemas de SEO técnico. 

Quer entender mais sobre SEO na Era Mobile

Confira nosso post sobre otimização de site para dispositivos móveis. Nele você irá entender melhor também sobre o Mobile First Index.

A importância das URLs amigáveis
para as pessoas e para o Google

Você sabia que até mesmo o endereço eletrônico de cada página pode conter informação relevante para as pessoas e, ao mesmo tempo, para os robôs do Google? 

Por exemplo, se alguém envia a você o link https://searchlab.com.br/seo-para-e-commerce/, só de olhar para essa URL, é possível saber que o conteúdo é sobre otimização de lojas virtuais para buscadores, certo?

O que dá a liberdade de você decidir se vale a pena acessá-lo agora ou deixar para mais tarde e ler o conteúdo com calma. 

Ou seja, antes mesmo de entrar no nosso site, você já teve uma experiência de usuário melhor do que se recebesse um link com URL não otimizada como https://agenciadeseorj.com.br/seo?eco&mme%rce5/pse75885/57962388 (exemplo fictício).

Os robôs do Google entendem o conteúdo das páginas
mais rapidamente com URLs otimizadas

Os Googlebots, eles também identificam com muito mais agilidade o conteúdo que tem na página só pelo endereço eletrônico. O que facilita a indexação e consequentemente ajuda o conteúdo a ranquear mais rápido.

Sem contar que como o buscador sempre prioriza a melhor experiência para os usuários do Google, uma URL otimizada pode ajudar suas páginas a ficarem melhor posicionadas na SERP.

Como criar URLs amigáveis
na plataforma VTEX

Os endereços eletrônicos fáceis de compreender são gerados automaticamente pela plataforma VTEX quando você cadastra páginas de categoria com boa arquitetura da informação. 

Ou seja, quando as categorias filhas estão corretamente cadastradas dentro das categorias pai e o mesmo ocorre em relação aos departamentos, você tem uma árvore de categorias que funciona e resulta em URLs amigáveis.

Dessa forma, a plataforma VTEX consegue também criar URLs otimizadas para SEO automaticamente como por exemplo:

www.nomedoseuecommerce.com.br/eletrodoméstico/aspiradores/aspirador-philco-220-v

Por esse motivo vale a pena destinar o tempo necessário para criar uma árvore de categorias que facilite a vida das pessoas e do Google antes de realizar o cadastramento delas no sistema da VTEX.

Do ponto de vista do SEO, as URLs amigáveis também facilitam entender as palavras-chaves que podem ser trabalhadas no conteúdo otimizado das páginas de categoria e subcategoria por exemplo.

Quer saber mais sobre como URLs otimizadas ajudam o seu e-commerce? 

Então confere esse vídeo porque o Victor Baptista explica sobre padrões de URLs que funcionam e como construir setups de organização.

URLs amigáveis em páginas de produto na VTEX

Vale lembrar que, diferentemente das categorias e subcategorias, as URLs de produto não são otimizadas automaticamente pela plataforma, mesmo com uma arquitetura da informação eficaz cadastrada.

Além disso, para você tornar o endereço eletrônico mais amigável, é preciso ter alguns cuidados como:

  • Deve ser objetiva (URL amigável tem até 50 caracteres)
  • Use /p em URLs de produto é indispensável na otimização para SEO
  • Colocar hífens onde deveria ter espaço entre as palavras
  • Não use caracteres especiais (%, #, &,  etc.)
  • Não é possível acentuar palavras em URLs na VTEX assim como em todas as plataformas de e-commerce

Exemplo de URL de página de produto otimizada para seo

https://www.seuecommerce.com.br/aspirador-philco-modelo-x/p

Como criar a URL amigável de produto na plataforma

Após ter criado e cadastrado a árvore de categorias do seu e-commerce na VTEX, você precisa  inserir a URL de produto. 

Basta proceder da seguinte forma: 

  • Na tela principal, clique em Cadastro de produto
  • Escolha a opção do menu Produtos e SKUs
  • Em TextLink, insira a URL desejada

Keywords ajudam na otimização de URLs em e-commerces

É necessário reservar um tempo para estruturar uma arquitetura de informação que facilite a navegação de pessoas e bots dos buscadores.

Além de criar uma árvore de categoria coerente, é importante também pensar em como as pessoas pesquisam departamentos, categorias, subcategorias e produtos antes de cadastrá-los na VTEX.

E para ter mais assertividade nisso, as keywords ajudam bastante. Então antes de cadastrar na VTEX, por exemplo, uma categoria Notebook, vale a pena conferir se é assim mesmo que a maioria das pessoas buscam no Google. Ou no estado que você vende a maioria dos internautas pesquisam laptop.

Para isso, vale consultar ferramentas como SEM Rush (para saber volume de busca)  e Google Trends (para descobrir como as pessoas mais pesquisam nas regiões do Brasil que você entrega), entre outras. Mas, em alguns casos, pode valer mais a pena contar com experts em SEO

keywords

A importância do conteúdo
otimizado em e-commerces

Para o Google (SEO)

Nos últimos anos, o maior buscador do mundo tem priorizado o que ajuda de verdade quem está pesquisando. Isso porque o objetivo do Google é oferecer a melhor experiência de usuário possível no buscador entregando conteúdos na SERP que respondem assertivamente as dúvidas das pessoas. 

Para aprimorar essa classificação de páginas no ranking da pesquisa orgânica, o Google desenvolveu novos algoritmos como BERT (2019) e Rankbrain (2015) que usam inteligência artificial e machine learn para aprender até com as novas buscas realizadas e entregar exatamente o que é procurado.

Portanto o conteúdo se tornou um importante fator de ranqueamento do Google até para e-commerces.

Basta lembrar que algoritmos focados nele como Panda e Hummingbird foram criados há anos, e estão em constante atualização, para evitar conteúdo duplicado e de baixa qualidade na SERP.

Para aumentas as vendas online do seu negócio

Para realizar compras online, os usuários precisam de informações relevantes para a tomada de decisão e realização da ação. E se sua loja virtual não oferece isso, o internauta acaba voltando ao buscador e clicando no concorrente (mesmo que ele esteja abaixo de você na SERP).

Caso ele tenha investido em conteúdo otimizado, é muito provável que feche a venda que poderia ter sido feita no seu e-commerce.

Para evitar perder vendas online por falta de informação ou excesso de informações irrelevantes, a dica é produzir conteúdo otimizado para toda a loja virtual.

Mas, principalmente para as páginas de categoria porque serem bem estratégicas. Elas costumam receber tráfego orgânico (vindo da busca não paga do Google – SEO Onpage) e Referral Traffic (que vem de backlinks -SEO Offpage).

3 dicas fundamentais de conteúdo
otimizado para seu-ecommerce

Imagens é fundamental

Disponibilize fotos de qualidade, porém leves dos produtos que pertencem a cada categoria. Isso aumenta consideravelmente as chances das pessoas efetuarem a compra na sua loja virtual.

Para se ter uma ideia, 75% dos usuários acham a informação visual decisiva para compra de acordo com um estudo da E-tailing Group (isso em 2012, imagina hoje em dia com muito mais gente comprando online).

Também é importante inserir texto ALT nas imagens para garantir que o visitante irá saber do que se trata a imagem mesmo que ela não abra para a pessoa.

Descrições personalizadas em páginas de categorias

O conteúdo da página de categoria precisa ser útil para os usuários de diferentes etapas do funil. Isso porque a pessoa pode ter chegado a sua loja virtual para comprar um determinado produto (colocou no carrinho), mas descobriu também outras categorias de interesse.

Ou seja, uma mesma pessoa costuma estar em estágios diferentes da jornada do cliente em relação a cada produto. Por esse motivo o conteúdo precisa ser esclarecedor e atrativo ao mesmo tempo.

Vale destacar que é considerado conteúdo não apenas texto, mas também vídeos e fotos. Então quanto mais rica for sua loja virtual em termos de informação útil, orientadora e relevante para seus usuários, maiores as chances de suas vendas online alavancarem.

O que precisa ter no conteúdo otimizado de categorias

Pense sempre no que é bom para as pessoas porque automaticamente estará ajudando SEO também. Para ficar mais natural, a dica é criar um storytelling com pelo menos as informações abaixo (mas, vale a pena ir além pesquisando as principais dúvidas do seu target): 

  • O que é o produto vendido e que dor resolve 
  • Quais tipos de produto são encontrados na página de categoria
  • Para qual perfil de consumidor cada modelo é recomendado
  • Destacar no conteúdo otimizado quais marcas são vendidas no seu e-commerce 
  • Benefícios do produto
  • Como usar 
  • Como conservar 
  • Vantagens de comprar no seu e-commerce ( preço, condições de pagamento, frete, descontos, etc.)

Planeje conteúdo otimizado para categorias com
base em intenção do usuário e palavras-chave

Na hora de produzir conteúdo otimizado para página de categoria do seu e-commerce, facilita muito saber a intenção de navegação do usuário. Para assim usar as palavras-chaves mais adequadas e ranquear melhor.

Em uma loja virtual, é fácil pensar: a intenção é de compra! Mas, na realidade, nem sempre é. As pessoas podem entrar no e-commerce para adquirir um produto, mas também pesquisar as marcas e modelos de outro sem a intenção de compra imediata. 

Então como o conteúdo de categoria faz parte da camada intermediária da navegação em sites, ele precisa ter um texto mais aprofundado do que de uma Home Page, porém menos específico do que das páginas de subcategorias e produtos.

Ou seja, nem sempre vale a pena colocar especificações técnicas nele porque quem navega em categorias quer saber, por exemplo, sobre calças femininas genericamente em um primeiro momento. Se quiser se aprofundar no item, irá clicar em um dos links da página e acessar uma subcategoria ou produto.

Ao realizar essa ação, é que o usuário irá procurar especificamente por modelos, cores, tamanhos, etc.  (que são informações de quem está em decisão de compra).

Então na página de categoria vale citar genericamente modelos, cores e tamanhos. Deixe as especificações técnicos para página de produto.

Como otimizar conteúdo para
páginas de categoria

Abaixo você confere as principais técnicas de otimização de texto para SEO. Elas podem ser aplicadas em conteúdo de páginas de categoria, mas também em qualquer outra (incluive no blog da marca). 

  • Hierarquia de headings: hierarquizar as informações do texto em Headings (H) faz toda a diferença para SEO. A prioridade máxima é o H1 por isso só pode ser usado uma vez (como Title). Mas, há também H2 e H3 (mais usadas). Na VTEX, o texto de conteúdo de produto tem H3 enquanto de departamentos e categorias H2. Parece um detalhe, mas seguir essas regras ajuda  as pessoas e os robôs do Google.
  • Escaneabilidade: é a estrutura do conteúdo otimizado que permite a leitura dinâmica das pessoas. Lembre-se a escrita para web oferece profundidade de navegação para o usuário escolher se quer saber mais sobre determinado tema. Headings, bullets (como esses que destacam essa lista) , keywords e texto-âncora são as principais técnicas de escaneabilidade em SEO.
  • Texto- âncora: é um termo, frase ou keyword que leva um link para outra página que pode estar dentro ou fora do site (ex: outra página de categoria, blog, página de produto, etc.)
  • Linkagem interna: é quando você usa vários textos-âncora no conteúdo para incentivar a navegação dentro do seu site de e-commerce (de uma categoria para subcategorias ou produtos ou de produto para outras categorias, etc.)
  • Call to Action (CTA): é uma frase que chama a pessoa para uma ação. No caso do e-commerce costuma ser comprar, mas pode ser assinar newsletter para receber promoções e catálogo).
  • Keyword em lugares estratégicos: excesso de palavra-chave exata prejudica o posicionamento das páginas. Portanto é necessário tomar cuidado com a quantidade de vezes que ela se repete no conteúdo para não ser penalizado.  Portanto uma boa prática é inseri-la no H1 da página (Title), algum dos H2 do conteúdo, 1 texto-âncora, Texto alt da imagem, tag description, URL. E evitar repetir mais que 5 vezes o longo do texto. 

Quer aprender mais sobre hierarquia de headings para otimizar o conteúdo da sua loja virtual para SEO? 

Confira o vídeo ao lado porque nossa redatora Anna Cecilia Fontoura dá algumas dicas importantes!

Como inserir conteúdo de categoria
na VTEX (Placeholder)

Agora que você já sabe a importância do texto otimizado para SEO em páginas de categoria, deve estar se perguntando como faz para colocar esse tipo de conteúdo no site usando a plataforma VTEX.

Para isso, é necessário que você utilize Placeholder que é um comando HTML que permite criar um lugar específico nas páginas de categoria e departamento para inserir informações textuais.

Antes de começar, é importante saber que cada bloco de texto criado por você requer um placeholder distinto.  Para incluir o código HTML, é preciso ir na aba de CMS.

Código HTML para criar Place Holder (blocos de texto na VTEX)

< div class=”bloco-de-texto”/>

< ! – -Content Place Holder : Html SEO – – >

<VTEX: contentPlaceHolder id= “htmlSEO” />

< ! – – /Content Place Holder: Html Seo – – >

<  /div>

Como inserir descrição de categoria

Segundo a própria VTEX, um site bem mapeado como um todo é necessário para aumentar a relevância dos termos usados nos conteúdos.

O que inclui menu, rodapé e, claro, descrição. Para inserir o conteúdo descritivo na página de categoria, basta fazer o seguinte:

  1. Acesse Configurações
  2.  Vá na pasta Portal
  3. Depois na Subpasta Web-Sites
  4. Nome da Loja
  5. Pasta /
  6. Na sequência clique na pasta Categoria
  7. Dentro dela, encontre a subpasta @categoria@
  8. Nela clique na Aba Configuração
  9. Em Adicionar Controle, clique em Editar
  10. Irá abrir Controle Visuais que apresenta diferentes opções de Configuráveis, você vai escolher HTML
  11. Então você clica em Adicionar e em seguida Salvar Configurações
  12. Depois em Editar
  13. Vai aparecer Edição de controle visual e você irá selecionar Adicionar Conteúdo
  14. Crie e visualize o HTML que vai ser inserido no site
  15. Escolha a categoria que ele vai aparecer em Condições de Exibição (lembrando que conteúdo duplicado é péssimo para SEO portanto descrições de categoria precisam ser únicas e relevantes)
  16. Na Caixa de Seleção, marque Conteúdo Ativo e depois Adicionar na Lista de Conteúdo
  17. Finalize o processo em Salvar Configurações
  18. E pronto: espaço para descrição de conteúdo inserido no seu e-commerce pela plataforma VTEX. Depois é só se inspirar nas nossas dicas de SEO para produzir o conteúdo que vai preencher os placeholders com descrição da categoria.

Ficou com alguma dúvida em relação à inserção de placeholders e descrição de categoria? 

A dica é consultar o tutorial Help VTEX. 

Ainda tem dúvidas?

Conclusão

A plataforma VTEX é indispensável para colocar sua loja virtual funcionando e gerenciar seu negócio online. Mas, ela também oferece algumas funcionalidades que colaboram bastante com o SEO Onpage e Offpage.

Porém, vale lembrar que mesmo sendo SEO friendly, a VTEX (assim como toda plataforma de e-commerce) não consegue realizar planejamentos e estratégias para sua empresa.

Como ocorre, por exemplo, com a arquitetura da informação em que a tecnologia ajuda muito, mas não é capaz de planejar e estruturar a árvore de categoria por você. 

E o mesmo acontece com SEO, a plataforma pode permitir que implementações sejam realizadas com facilidade, mas não consegue realizar um plano de otimização de site para buscadores por você.

Para isso, é necessário muitas vezes contar com experts de SEO como nós da Search Lab que temos vasta experiência em projetos específicos para e-commerces.

Quer trocar uma ideia com a gente?
Só entrar em contato.

Conte-me mais sobre seus desafios.

Nos envie um e-mail ou entre em contato pelo telefone, Whatsapp ou agende um bate-papo.

Nossos Parceiros
Plataformas
Newsletter
Confirme que não é um robô
Rolar para o topo