Dados Estruturados: O que são e por que ajudam em SEO

dados estruturados

Busca por voz e o uso de inteligência artificial (AI) e machine learning (ML) são fortes tendências no mundo da tecnologia e até nos motores de busca. 

Para facilitar a adaptação do seu site ou e-commerce para esse futuro cada vez mais próximo, o uso de dados estruturados é fundamental.

Isso porque a implementação da marcação de structured data colabora bastante com o SEO já que torna mais fácil para o Google (e outros buscadores) interpretar e classificar os resultados de pesquisa.  

Quer saber como fazer marcações de dados e entender o porquê vale a pena fazer isso? Então continue conosco no post!

O que são Dados Estruturados?

Mais conhecidos como esquemas de marcação, os dados estruturados são informações em formato padronizado solicitadas pelos mecanismos de busca para que eles possam entender o conteúdo das páginas web. 

E assim consigam criar o ranking da página de resultados da busca orgânica da melhor forma possível. 

Por exemplo: em um site de suplementos alimentares, o buscador precisa encontrar informações relevantes para posicioná-lo no ranqueamento da Search Engine Results Page (SERP) como:

  • O que é suplemento alimentar
  • Para que serve 
  • Quais os componentes presentes na fórmula
  • Como tomar o produto
  • Para quem é recomendado, etc.

Já o Google, em sua página para desenvolvedores, define:  Os dados estruturados  são códigos que podem ser adicionados às páginas do seu site para descrever o conteúdo e ajudar os mecanismos de pesquisa a entender o que há nas suas páginas. 

Os mecanismos de pesquisa podem usar esse conhecimento para exibir seu conteúdo de modo útil e atraente nos resultados da pesquisa. Isso, por sua vez, pode ajudar você a atrair o tipo certo de cliente para seu negócio.” 

Diferença entre dados estruturados e dados não estruturados

  • Dados estruturados: são organizados de maneira que as pessoas conseguem compreender facilmente só de bater o olho neles. Além disso, os bots do Google também entendem melhor sobre o que se trata a página. Com eles, são criados os Rich Snippets que são as informações que ficam bem abaixo da URL na SERP. Como você pode observar logo abaixo:
  • Dados não estruturados: são informações não organizadas como imagens, áudio, vídeos, infográficos e até textos em Word e similares. Ou seja, o Google não consegue interpretar a maioria dos dados não estruturados. No caso do texto, ele interpreta se estiver em HTML (o que o transforma em dados semi estruturado).

Porque usar dados estruturados em seu site

Embora a marcação de dados não seja considerada um fator de ranqueamento do Google, organizar os dados no HTML usando o Schema.org traz muitos benefícios para SEO e para a empresa. Confira: 

  • Melhora a qualidade dos Rich Snippets: a marcação de dados deixa mais claro para as pessoas o que encontrarão na sua página. Isso porque as informações estão mais organizadas e claras na SERP. E dá aos buscadores as informações necessárias para entenderem seu conteúdo de maneira mais assertiva. O que facilita indiretamente na maior coerência dos resultados de pesquisa.
  • Mais relevância para seu conteúdo: permite que os motores de busca exibam as informações mais relevantes para aquela intenção de busca na SERP. O que faz eles oferecerem melhor experiência aos usuários e, justamente por isso, dados estruturados estão cada vez mais em alta.
  • Aprimora a experiência de busca no mobile: fazer marcação de dados do AMP (Accelerated Mobile Pages) não só ajuda a organizar melhor as informações na SERP em dispositivos móveis como ainda aumenta a velocidade das páginas e melhora a usabilidade do site. 
  • Pesquisa avançada como diferencial: sem contar que ainda pode levar sua página para os resultados do Google Advanced Search e até para o Painel do Conhecimento (que fica no canto direito da página de resultados da busca orgânica). Ou seja, quem quer um resultado bem específico encontra sua página por causa da marcação de dados.
  • Aumenta as chances das pessoas certas clicarem nas suas páginas: estudos nos Estados Unidos revelaram que a marcação de dados, em alguns casos, chegou a aumentar a taxa de cliques (CTR) em até 10%. E consequentemente melhorou também o tráfego orgânico. 

Para que servem os dados estruturados

Esse formato padronizado de organização de dados no site permite que o Google possa coletar informações sobre a internet e o que está acontecendo no mundo. 

E também ranquear resultados de pesquisa de forma mais aprimorada inclusive ativando recursos especiais para obter melhorias na SERP. 

Para se ter uma ideia, quando as páginas têm dados estruturados válidos, elas ficam aptas a serem exibidas inclusive nos resultados de pesquisa por imagens ou vídeos. 

O que é o Schema.org?

Usado de maneira colaborativa e aberta, o Schema.org é um vocabulário para marcação de dados estruturados em sites, e-mails, etc. que oferece diferentes tipos de codificações como RDFa, JSON-LD, Microdata, entre outros. 

 O que facilita bastante a vida de webmasters e desenvolvedores na hora de escolher o melhor esquema de dados estruturados para as páginas. 

Isso porque o Schema.org reúne a maior coleção compartilhada e gratuita da web. 

Schema.org na pesquisa Google

Existem vários plugs in para WordPress para marcação de dados. A maior parte dos dados estruturados do Google Search utiliza o vocábulo Schema.org e costuma ser compatível com os seguintes formatos:

 

  • JSON-LD: é a opção recomendada para pesquisa Google já que o mecanismo de busca consegue ler esse formato de dados estruturados quando são inseridos de maneira dinâmica no conteúdo do site (por widgets ou código JavaScript). É utilizado no corpo da página e no cabeçalho por meio do uso da tag
Victor Baptista

Victor Baptista

Operações - Search Lab
É especialista em SEO, co-fundador da Search Lab e fundador do Marketagem.

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nossos Parceiros
Plataformas
Newsletter
Confirme que não é um robô
Rolar para o topo