Guia SEO para Tray

Reunir mais pessoas na sua loja virtual é algo indispensável para quem realiza vendas online. Por isso o aumento do tráfego orgânico costuma ser uma das metas de SEO para e-commerces mais importantes.

Mas, os benefícios para o negócio não param por aí. É por meio das mais variadas estratégias e técnicas de SEO (sigla de Search Engine Optimization) que é possível aparecer no Google e ser encontrado pela internet. 

Entre muitos outros benefícios para o negócio que você vai ficar sabendo ao longo deste Guia SEO para Tray. Portanto o conteúdo tem o intuito de ajudar seu e-commerce a otimizar páginas para SEO nessa plataforma de e-commerce específica.

Quer aprender diferentes passo a passo para colocar a mão na massa e realizar você mesmo várias implementações de SEO na Tray? 

Então leia esse completo tutorial aqui da Search Lab.

O que é SEO e para que serve?

Antes de aprender como otimizar seu e-commerce na plataforma Tray, é necessário entender o que é SEO. No português claro, Search Engine Optimization (que tem como sigla SEO), significa otimização de sites para mecanismos de busca. 

Ou seja, tem como um dos principais objetivos fazer com que páginas consigam alcançar melhores posições no Google, que é um exemplo de um buscador que está diariamente presente na vida dos brasileiros e da maioria das pessoas nos 4 cantos do mundo.

Para se ter uma ideia, de acordo com dados do Statcounter, o Google é o mecanismo de busca mais usado em nosso país com 96,7% de share de mercado (julho 2020).

Portanto, é um conjunto de variadas estratégias e técnicas que têm como um dos intuitos tornar seu site mais amigável às páginas de busca e inclusive para os usuários. Afinal o que é bom para as pessoas, é também para o Google. 

Dessa maneira, essa otimização visa melhor posicionar as páginas na Search Engine Result Pages (SERP – que em português significa página de resultados dos mecanismos de busca). 

Quanto melhor for a sua posição, maior será a chance de aumentar o tráfego orgânico, que  equivale a uma loja física cheia. E consequentemente, maiores as chances de conversões. Seja para captar leads com SEO, seja para executar vendas online.

O processo de otimização de sites para buscadores é algo complexo. E por esse motivo, os resultados de SEO são ao médio ou longo prazo

Para você ter ideia da complexidade das estratégias para o canal orgânico, elas são  divididas em SEO Onpage e SEO Off Page

Trabalhar ambas em um projeto de SEO é importante, mas isso vai depender muito dos seus objetivos, metas e resultados esperados com otimização. Entenda melhor o que é SEO conhecendo a diferença entre elas:

O que é SEO Onpage?

SEO On-Page são todas as melhorias que podem ser executadas dentro da página do seu  e-commerce como por exemplo:

  • Pesquisa de palavras-chave 
  • Hierarquia de headings
  • Otimização de conteúdo (texto e imagem) 
  • Deixar URLs otimizadas
  • Configuração de Robots. Txt
  • Linkagem interna 
  • Sitemap 
  • Otimização de title e description;
  • Ter uma boa arquitetura da informação no site
  • Otimização de código (semântica, peso, etc.)
  • Entre muitas outras ações e estratégias de SEO técnico e de conteúdo

Quer aprender mais sobre otimização de loja virtual para o canal orgânico?
Conheça o
Curso de SEO da Search Lab!  

Nele você aprende, com aulas online e ao vivo. É só você e os especialistas da nossa agência 100% SEO. Dessa forma o aprendizado é acelerado porque é focado nas demandas do seu e-commerce.

O que é SEO Offpage?

Se On-Page em SEO significa otimização de páginas (melhorias internas), SEO Off-Page é o trabalho de melhorias externas, cuidando dos backlinks (links colocados em outros sites para levar pessoas às páginas do seu e-commerce). Ou seja, Link Building é a estratégia mais conhecida, mas existem outras. 

As estratégias de SEO Off-Page são tão importantes quanto as de SEO On-Page. Isso porque ambos se complementam e são fundamentais para aumento de tráfego. Vale lembrar que backlinks  de qualidade são indispensáveis para melhorar o posicionamento do site na página dos buscadores.

Além de ser um dos fatores de ranqueamento do Google, ainda existe o algoritmo Google Penguin (Google Pinguim) que penaliza páginas com links de baixa qualidade, PBNs, entre outros tipos de Black Hats envolvendo Link Building.

Tipos de otimizações externa de SEO

Link Building é um dos principais exemplos de SEO Off Page, porém não é o único. Confira outras estratégias de otimizações que podem ser realizadas fora do seu e-commerce e que podem colaborar bastante com os resultados do canal orgânico.

  • Guest Post: escrever posts como convidado em blogs de terceiros como especialista é uma ótima técnica de SEO Off-Page. Mas, vale lembrar que troca de links não é bem vista pelo Google. Então evite punições na SERP utilizando essa técnica defasada. 
  • Link Earn: considerada a evolução do Link Building, essa estratégia de SEO Off-Page, em português, significa algo como merecer o link. Então é quando você produz, por exemplo, conteúdo com informações relevantes como pesquisas que colaboram com seu mercado ou estudos inéditos realizados por sua empresa. E devido à qualidade do conteúdo merece ser publicado na página de terceiros com backlinks apontando para seu site destacando como a fonte.
  • Data Driven Journalism: complementar ao Link Earn, essa estratégia de otimização externa de SEO tem como resultado a transformação de dados de pesquisas realizadas pela empresa em informações interessantes para internautas. Sendo também uma importante contribuição para seu mercado. Em muitos casos, a imprensa especializada acaba se interessando em publicar os dados que acabam virando notícia. 
  • Earn Media: quando a imprensa, empresas ou influenciadores digitais como blogueiros e youtubers citam os dados produzidos por sua empresa, por meio da implementação do Data Driven Journalism, é preciso mencionar sua marca como fonte. E esse é o objetivo desta estratégia de SEO Off-Page. E para isso, muitas empresas contam com profissionais de Assessorias de Imprensa Digital (3.0) ou Link Builders (que trabalham também com essas estratégias que são tendência na área).
  • Redes Sociais: são ótimas para divulgar seus conteúdos em site de terceiros e porque redirecionam as pessoas de lá para sua loja virtual ou blog do e-commerce. Lembre-se, nas redes sociais, quando um conteúdo é bom e útil, o usuário irá compartilhá-lo, o que faz com que ele chegue a mais pessoas.

Outros fatores como a confiabilidade, citações em outros sites e dados demográficos também são essenciais para se trabalhar em SEO Off-Page. Até porque o Google vem valorizando cada vez mais Expertise, Autoridade e Credibilidade por meio do update EAT que significa essas palavras em inglês.

Cuidados com as penalizações

Sempre fique atento, quando trabalhar com SEO On Page e Off-Page, há fatores que são mal vistos pelos buscadores. O que pode causar penalizações para o seu site (os temidos Black Hats). Algo que deve ser evitado a qualquer custo.

Essas penalizações variam, desde perda no ranqueamento até total banimento da página. Alguns exemplos de ações Off-Page que podem causar essas penalidades são:

  • Links comprados e trocas de links 
  • SPAM (prioridade em divulgação excessiva em vez de qualidade);
  • Excesso de palavras-chave (Keyword Stuff), repetição e hidden keywords (palavras que ficam ocultas para o usuário, mas são reconhecidas pelos mecanismos de busca);
  • Conteúdo apresentado no buscador que seja diferente do conteúdo real da página. Textos e links escondidos, por exemplo. Entre outros diversos fatores.

Como o SEO pode ajudar o seu e-commerce
a vender mais usando a plataforma Tray

Agora que você já sabe o que é SEO, sua importância e técnicas que ajudam a melhorar seu posicionamento nas páginas de busca, o próximo passo é aprender como usar do SEO avançado à serviço do seu e-commerce na plataforma Tray.

Hoje, a Tray Commerce é uma das principais plataformas de e-commerce do Brasil. Quando o assunto é loja virtual, ela atende vários fatores de SEO, como:

  • Cadastro categorias e produtos, organizando-os em headings;
  • Melhorar o posicionamento da sua loja virtual nas páginas do Google;
  • Aumentando o tráfego orgânico e qualificado;
  • gerando mais leads, com maior chance em convertê-los para clientes;
  • Aumentando a velocidade de carregamento da sua página

Como otimizar sua loja virtual para SEO com as funcionalidades presentes na plataforma Tray

  • Utilização de micro formatos (Rich Snippet);
  • Personalização de títulos de páginas;
  • Personalização de Meta Tags;
  • Personalização de Robots. Txt para buscadores;
  • Geração de sitemap para o Google e outros buscadores.

Como organizar a Arquitetura da
Informação na plataforma Tray

Um dos pontos que pode jogar um site mais para baixo no ranqueamento dos buscadores é a sua velocidade de carregamento. Por isso, é aqui onde o SEO forma parceria com o User Experience (UX).

Isso porque um site que demora a carregar não agrega a uma boa experiência do usuário porque a usabilidade está comprometida. 

Já em relação a SEO, o Google utiliza algoritmos como Fred e o Google Mobile First Index, por exemplo, para analisar conteúdos.

E assim dar preferência a sites responsivos (páginas que sejam bem renderizadas em uma variedade de dispositivos e tamanhos de janelas ou telas) e também a conteúdos sem problemas de SEO como (URL longa, conteúdo duplicado, etc.). 

Dessa forma, o Google consegue indexar melhor e elevar o seu site para as primeiras posições da SERP. O que, consequentemente, traz mais visitas e aumenta a chance de convertê-las em vendas.

Como cadastrar categorias na plataforma Tray
(árvore de categoria)

Lembre-se de dar uma atenção especial a esse cadastro. É através dele que o internauta encontra sua página em uma pesquisa nos buscadores. Além disso, é preciso cadastrar as categorias para depois passar ao cadastro de produtos.

Vale destacar que o planejamento da arquitetura da informação é fundamental para o sucesso do seu e-commerce. Por isso é indispensável dedicar um tempo a ele porque colabora com SEO e UX. 

Para isso, a dica é organizar as categorias em um projeto ou em uma folha de papel, criando a árvore de categoria para você visualizar as informações dos departamentos, categorias e subcategorias da loja virtual. Isso irá ajudar antes de subir tudo para página.

E quando estiver implementada no site, a árvore de categoria vai facilitar a usabilidade do seu e-commerce. O que ajuda muito a manter as pessoas no site agregando assim a experiência do usuário e aos resultados de SEO.

Como criar as categorias na plataforma Tray

  1. No menu do painel administrativo, acesse Produtos > Categorias
  2. Clique em Incluir Categoria
  3. Após incluir, será necessário escolher o Nível da Categoria. Se for a primeira, poderá escolher apenas a opção Principal. E não é possível criar subcategorias antes de ter criado uma categoria
  4. Defina as características da categoria (variações como tamanho das roupas e características como cor e quantidade)
  5. É possível organizar as características de acordo com a sua preferência
  6. Configure as opções de Título da Página e Meta Description. Aproveite aqui para trabalhar palavras-chave, pois esses são cuidados de SEO que o Google utiliza em seus resultados para o usuário
  7. Inclua uma descrição para a categoria. Também aproveite para trabalhar termos de buscas que os usuários fazem
  8. Por último, você pode incluir um Termo de Aceite na página. Não é muito utilizado, mas caso seu produto precise de algum aviso especial, você pode ativar essa opção

Após cadastrar todas as categorias, você pode organizá-las na sua preferência. Basta arrastar para deixar na ordem que queira.

Para mais detalhes desse passo a passo, confira o vídeo:

Como cadastrar produtos na plataforma Tray

Um passo a passo para cadastrar seus produtos na Tray ecommerce:

  1. No menu, na esquerda, ache a opção Produtos
  2. Clique em Produtos Cadastrados > Cadastrar novo Produto > Incluir novo Produto
  3. Se quiser que o item fique ativo para venda de imediato, clique na caixa correspondente
  4. Insira o nome do produto
  5. Selecione a categoria correspondente
  6. Descreva o produto
  7. Informe o preço
  8. Insira imagens do produto
  9. Complete com informações técnicas e especificações sobre o Produto
  10. Informe o período de disponibilidade do produto e sua data de lançamento
  11. Salve as informações. Se quiser cadastrar novos produtos, retorne à lista de produto.

Uma importante dica de SEO é aproveitar para inserir palavras-chave nas seguintes oportunidades:

  • Nome do produto: em e-commerces que já trabalham com SEO, o modelo a ser cadastrado na plataforma é uma palavra-chave 
  • Categoria: embora seja criada na arquitetura da informação, ela costuma ter palavras-chave exatas (head tail) enquanto as subcategorias trabalham com long tails 
  • Descrição: assim ocorre como na VTEX (e em todas as plataformas e-commerces do mercado), aqui é possível fazer um breve resumo de até 160 caracteres que informe aos visitantes e aos buscadores o que irão encontrar na página de produto da sua loja virtual. Portanto precisa ter a palavra-chave exata na Description. 
  • Texto da imagem: na hora de inserir as fotos do produto na plataforma Tray (ou qualquer outra) é fundamental usar a palavra-chave exata. Isso porque se elas não abrirem, os usuários terão acesso à descrição das imagens. Além disso, o Google interpreta a imagem por meio das palavras que estiverem no texto ALT. O que agiliza a indexação.

Quer saber mais sobre como cadastrar produtos na Tray?

Confira o vídeo ao lado com o treinamento da própria plataforma de e-commerce.

O que é e como fazer linkagem interna?

Um recurso muito utilizado em SEO, linkagem interna ajuda a ranquear determinadas páginas de um site. Com isso, o usuário sabe onde pode clicar para continuar navegando no site, de acordo com assuntos do interesse dele.

E a linkagem interna traz benefícios importantes ao site, como:

  • Melhoria de ranqueamento da página no Google e outros mecanismos de busca
  • Aumenta a visibilidade do site nesses mesmos buscadores
  • Diminui a taxa de rejeição da página web
  • Confere autoridade e relevância ao site

Para fazer linkagem interna na sua página, é importante que você saiba:

  1. Que categorias o site possui e quais conteúdos melhor se aplicam a essa página.
  2. Pense em como fazer esse cruzamento entre as duas páginas. De forma que seja o mais natural possível. Por exemplo, aqui na Search Lab, nós somos focados na cultura SEO. Para ajudar aqueles que querem melhorar o tráfego orgânico de seu site, temos um blog com vários posts sobre o assunto. O que ajuda bastante inclusive na linkagem interna entre posts e também para as páginas do site.
  3. Se a página ainda não possui um texto que ofereça a possibilidade de linkagem interna, crie conteúdos levando em conta também essa tática de SEO. Dessa forma é possível melhorar o ranqueamento da sua página.

Crie URL amigável com a plataforma Tray

A criação de URLs otimizadas é de suma importância para um e-commerce. Um dos motivos principais é que os buscadores se utilizam delas para o ranqueamento. E assim conseguem apresentar ao internauta a página com endereço correspondente nos resultados de busca relevantes.

Por isso, é importante que a URL de uma loja virtual seja objetiva e curta. Quanto mais direta ao ponto, maior será sua relevância para os mecanismos de busca.

Na Tray, você pode manualmente alterar a identificação das URLs de acordo com a sua preferência. Se os produtos tiverem uma boa arquitetura da informação cadastrada (árvore de categorias), ela será criada automaticamente. 

Mas, você pode alterar tanto as URLs de produtos quanto as de categorias. Veja abaixo como:

Mudar a URL de um produto

  1. Clique em Produtos > Produtos Cadastrados > Opções avançadas
  2. No quadro SEO para Otimização, clique em Editar
  3. Insira a URL que deseja. Ela não pode ser igual a uma já existente

Mudar a URL de uma categoria

  1. Clique em Produto > Categorias > Editar
  2. Desça a página até encontrar a opção Endereço da Categoria
  3. Insira a URL que deseja. Ela não pode ser igual a uma já existente

Quer saber como uma URL amigável pode ajudar no SEO do seu e-commerce?

É exatamente isso que Victor Baptista explica no vídeo ao lado.
Confira!

SEO Onpage na plataforma Tray

Ter a sua página otimizada é vital para alcançar as desejadas primeiras posições na SERP. E logo aumentar as chances de ter mais vendas.

Além disso, as otimizações de páginas são fundamentais para melhorar a experiência do usuário. Das diferentes técnicas para SEO OnPage, é possível destacar:

  • Otimização de Title e Meta Description
  • Sitemap
  • Indexação e Robots.txt

Quer entender mais sobre essas importantes otimizações Onpage?

Confira o vídeo em que o Victor Baptista explica como performar bem em SEO.

Dados estruturados: como fazer
marcação na plataforma Tray

Os dados estruturados são muito valorizados em SEO porque fornecem uma maneira de padronizar as informações de uma página e classificar o seu conteúdo para os mecanismos de busca. Isso faz com que eles criem o ranking de sites na SERP da melhor maneira possível.

Por exemplo, quando alguém faz uma busca sobre SEO, o Google procura sites com as informações que irão ajudar o usuário e os posiciona em ordem de relevância.

E assim, os exibe de forma atraente para o internauta. Sabendo disso, você pode usar a marcação de dados para atrair o cliente certo para sua loja virtual. Vale lembrar que os buscadores tratam dados de duas maneiras: dados estruturados e não estruturados.

O que são dados estruturados?

São dados organizados de modo que as pessoas possam identificá-los simplesmente olhando para eles. 

Dados estruturados são ótimos para o Google pois facilita o trabalho dos bots em saber do que se trata a sua página. Com eles, são criados Rich Snippets, as informações que ficam abaixo da URL na SERP.

O que são dados não estruturados?

São as informações não organizadas, como imagens, áudios, vídeos, infográficos. Até textos no Word e afins.

Ou seja, a maior parte das informações que o Google não consegue interpretar é composta por dados não estruturados.

Marcação de Dados para e-commerce

Na Tray, as principais marcações de dados estruturados (mark-up) são oferecidas de forma nativa em suas páginas.

Isso favorece a interpretação dos buscadores e não requer ações manuais.

Em cada página, você encontra as seguintes marcações:

Collection Page

Esse mark-up de dados estruturados é fundamental para páginas de categoria e departamento.

Pode-se marcar dados como:

  • Title
  • Description
  • URL
  • itemListElement

Página de Produtos

Outra marcação fundamental que pode ser executada na plataforma Tray. E também para páginas de outros produtos que podem ser vendidos online, como cursos, por exemplo.

Podem ser marcados dados estruturados como:

  • Title
  • Description
  • URL
  • SKU
  • Imagem
  • Logo
  • Preço (mais alto ou mais baixo)
  • Avaliações

Breadcrumbs

Indica caminhos de navegação até chegar à página. Aumenta as chances do Rich Snippet aparecer no Google.

Alguns exemplos de dados estruturados que podem ser marcados são:

  • URL
  • Imagem
  • AdditionalType
  • AlternateName
  • MainEntityofPage
  • Name
  • PotentialAction
  • SameAs
  • Subjectof

Edição de Robots.txt

O robots.txt é um arquivo que existe no diretório raiz de todo site. É o primeiro arquivo que os bots dos buscadores procuram na sua leitura e os avisa o que deve ser rastreado e o que não deve. 

O arquivo controla as informações que serão indexadas ou não pelos sites de busca. Nele, você tem permissão de escolher diretórios, arquivos e pastas que deseja bloquear dos buscadores.

E o arquivo robots.txt impacta diretamente o SEO da sua loja virtual. Isso porque os buscadores possuem um tempo limitado para rastrear o site. 

Quanto mais tempo o crawler levar procurando pelo arquivo, mais ele irá demorar a indexar sua página. O que reflete diretamente em seu posicionamento nas páginas de busca.

Quando você diz ao crawler dos buscadores o que ele deve e não deve ler, sem estourar esse tempo limite, esse rastreamento é feito muito mais rápido. E de forma mais assertiva.

Como editar o Robots.txt na plataforma Tray?

Viu como esse arquivo é importante na estratégia de SEO da sua loja virtual? Confira como configurá-lo na plataforma Tray. Para vê-lo, basta digitar http://sualoja/robots.txt

  1. Para configurar, clique em Minha Loja> SEO Indexação da Loja
  2. Selecione a guia Robots.txt
  3. Crie um arquivo com o nome Robots.txt e envie-o na área de seleção.

Ao criar um arquivo Robots.txt, verifique se as diretrizes que você estabeleceu estão sendo lidas. Para isso, consulte o Google Search Console.

Parâmetros comumente usados

User-Agent

Lista quais bots devem seguir as regras estabelecidas no arquivo Robots.txt.O rastreador padrão Google, o Google Bot, é um exemplo de user-agent.

Allow

Diz aos robots qual diretório ou página com conteúdos devem ser indexados. 

Disallow

Segue o inverso do Allow. Ou seja, informa ao robots quais diretórios ou páginas não devem ser indexados.

A importância do Sitemap na plataforma Tray

O sitemap é um arquivo, em formato .xml ou .xml.gz, onde são contidas listas com as páginas das URLs do site, atualizações realizadas e a frequência em que são modificadas.

Ou seja, é através do sitemap.xml que você diz aos buscadores quais páginas devem ser lidas primeiro. O que facilita o processo de indexação do mecanismo de busca pois os Googlebots entram mais facilmente nas páginas do seu e-commerce.

Para localizar o sitemap na Tray, basta: 

  1. Acessar o menu Minha Loja
  2. Procurar pela opção SEO Indexação da Loja
  3. Selecione a guia Sitemap

O sitemap gerado automaticamente pela Tray Commerce já fornece todos os parâmetros para que ocorram a indexação das URLs da loja virtual. Mas, também é possível gerar o seu sitemap de forma manual. Basta:

  1. No menu SEO Indexação da Loja, procure a opção Manual com o Upload do Sitemap;
  2. Clique em Escolher arquivo
  3. Após o upload do arquivo, clique em Ok

SEO para produtos:
a importância de otimizar as páginas e
produzir conteúdo otimizado para descrição

A otimização de produtos para SEO é fundamental. Tanto para o Google entender do que se trata a página, e posicioná-la melhor na SERP, quanto para seu usuário encontrar informações úteis para conseguir comprar com segurança e facilidade.

E assim reduzir o Bounce Rate, por evitar que possíveis consumidores abandonem a página do seu e-commerce, voltando ao buscador e indo comprar no concorrente. 

Ou seja, quanto mais informações técnicas relevantes na página de produto, melhor desde que ajude o usuário na decisão de compra. Por esse motivo uma boa prática de SEO é produzir conteúdo otimizado para descrição de produto que contenha:

  • Especificações técnicas do produto (não apenas dados, mas trazendo para a realidade do internauta)
  • Dimensões
  • Tamanhos disponíveis para compra 
  • Cores e/ou tipos de estampas
  • Dicas de experts (ex: listras verticais são recomendadas para pessoas acima do peso porque alongam a silhueta enquanto as listras horizontais são boas para quem quer parecer mais largo ou forte porque dão sensação de amplitude)
  • Como usar
  • Como conservar
  • Entre outras informações úteis que podem fazer parte do storytelling para produto

Linkagem interna para páginas estratégicas
é fundamental para melhorar o SEO

O cadastro de descrição de produto em uma página otimizada de e-commerce é essencial. Isso porque a pessoa que está navegando nela, normalmente, já está muito próxima do momento de compra. 

Então o SEO pode ajudá-la, por meio do conteúdo otimizado, a entender quais benefícios terá com a compra daquele produto e as principais vantagens de adquirir na sua loja virtual. 

E até mesmo informar que há outros itens complementares que podem agilizar ainda mais a obtenção do resultado desejado.

Quer um exemplo prático disso? Em uma loja virtual de cosméticos, no conteúdo da página de um condicionador para cabelo seco, você pode dar detalhes sobre o produto (principais componentes da fórmula, benefícios que eles trazem, resultados que quem usa terá, aplicação e cuidados, tamanho da embalagem etc,)

Mas, você pode ajudar ainda mais o usuário avisando que aquela mesma marca oferece toda uma linha de produtos para quem tem cabelo seco.

Para isso, será necessário linkar da página do condicionador para outras como:

  • Páginas de shampoo para cabelo seco
  • Creme para cabelo seco
  • Finalizador para cabelo seco
  •  Kit completo cabelo seco
  • Protetor térmico para fios (caso tenha falado no conteúdo sobre quem usa secador)
  • Entre outras páginas de produtos relacionados

No caso do exemplo acima, a linkagem interna da página de produto serviu para transferir autoridade e relevância de uma página para outra do seu e-commerce. 

Além de manter o tráfego dentro da loja virtual e, consequentemente, aumentar as chances do usuário comprar um tratamento completo para o tipo de cabelo dele. Isso sem precisar ficar procurando em lugares diferentes do seu site ou da concorrência. O que acaba otimizando tempo dele.

Descrição de produto na Tray:
como cadastrar conteúdo na página

A interface da plataforma de e-commerce Tray facilita bastante a inserção de descrição na página de produto manualmente. Confira o passo a passo:

O primeiro passo é acessar o menu principal na parte de Produtos e depois clicar em produtos cadastrados. Caso queira inserir um novo, é só clicar na opção Cadastrar Novo Produto.

Mas, se ele já estiver no sistema, é só ir no item e selecionar Editar. Portanto, para as duas situações, o caminho é:

Menu> Produtos> Produtos Cadastrados > Editar ou Cadastrar Novo Produto

Na parte de Edição, irá aparecer a seguinte tela, e você irá descer para a parte de Descrição do Produto direto (sem preencher mais nada nessa tela).

Então você terá um espaço para escrever o conteúdo descritivo usando técnicas de SEO como uso de palavras-chave, linkagem interna e hierarquia de headings (Título1, 2, 3. etc). 

Porém, não use o Título 1 na descrição do produto porque ele já é o nome da página (Title). Portanto você deve usar:

  • Título da descrição em H2
  • Subtítulos em H3
  • Intertítulos em H4 

Para otimizar tempo e acertar no texto descritivo, a dica é já ter feito a produção de conteúdo SEO para produto previamente para só copiar e colar. Vale lembrar que texto repetido de outra parte do site é considerado conteúdo duplicado e por isso é penalizado pelo Google.

Então cada descrição de produto precisa ter seu próprio texto otimizado para SEO e destacando os benefícios dele e diferenciais de comprar no seu e-commerce.

Se for necessário, você pode contar com a ajuda de expert em otimização de sites para buscadores para a parte de planejamento e/ou produção do texto de descrição de produto. 

Ou até mesmo para orientação dos assistentes de e-commerce e analistas na hora de executar essa demanda em um projeto SEO para loja virtual.

Outra boa prática de SEO para descrição de produtos, é não repetir várias vezes uma mesma palavra-chave. 

Para deixar o texto mais natural e ainda ampliar o campo semântico para o Google, a dica é usar sinônimos no texto e termos relacionados. Como, por exemplo, comprar notebook marca X e comprar laptop marca X. 

Já um termo relacionado seria notebook marca X i7 e notebook marca X preto, comprar mesa para computador branca, etc. 

A relevância dos termos relacionados vai variar de acordo com a pesquisa de keywords, o seu portfólio de produtos e principalmente como as pessoas pesquisam na hora de comprar.

Como otimizar conteúdo para SEO na Tray

O próximo passo é otimizar as outras informações da página como Title, Meta Description, palavras-chave e URL. Porém isso, não é feito nessa página Editar Produto .

Então você vai precisar voltar para a tela Produto Cadastrado e no item que você acabou de inserir a descrição do produto, clicar na setinha ao lado de Editar e escolher Opções Avançadas.

Produto> Produto Cadastrado> Editar> Opções Avançada> SEO-Otimização para busca

Na opção Editar de SEO, você vai encontrar uma tela com esses campos fundamentais para otimização da página de produto. 

Para preencher corretamente, é importante já ter realizado previamente uma pesquisa de palavra-chave relacionada a como os usuários buscam o produto no Google. Dessa forma fica mais fácil a página ser encontrada e acessada por quem quer realmente comprar.

Como otimizar Title da página de produto

Assim como ocorre na otimização das páginas de categoria, na página de produto, você também vai inserir a keyword exata no Título da Página e quanto mais a esquerda melhor. 
Ex: óculos escuro modelo X marca Y.

Se der no limite de caracteres, e não deixar o Title muito grande (porque ele precisa ser curto), vale a pena colocar o nome da loja virtual por último

Lembrando que esse Título da Página é a Heading 1 (H1 ou Título 1). Então todo os outros títulos da página  deverão ser trabalhados a partir do H2. Além disso, essa parte será exibida no buscador na página de resultado de pesquisa para quem buscar algo relacionado à keyword do produto.

Como otimizar Meta Description de produto

O campo Descrição Simplicada é o espaço para você criar uma descrição para a página de produto. Lembre-se ela precisa ter conteúdo otimizado portanto deve ter a keyword logo no início da frase

Além disso, como o texto vai aparecer na SERP do Google (junto com Title, URL e até estrelinhas de avaliação), é uma boa ideia deixá-lo atrativo e conciso. Dessa forma ajuda atrair mais internautas para a página de produto. 

Quanto mais atraente e direto ao ponto a Meta Description for, melhor. O maior problema dela ficar grande é que será cortada no buscador. E caso você não insira nada nesse campo, o próprio Google fará isso por seu site. E aí pode aparecer qualquer informação aleatória para o usuário.

Como inserir palavras-chave do produto na Tray

Nesse campo você irá inserir todas as keywords relacionados a compra do  produto. Então, por exemplo, comprar óculos escuro, comprar óculos de sol, comprar óculos de sol aviador, comprar óculos escuro marca Z, etc.

O importante aqui é já ter feito uma pesquisa de palavra-chave em alguma feramenta de SEO e até mesmo na busca relacionada do Google. Dessa forma você descobre como quem quer comprar realmente pesquisa no buscador.

Otimização de URL amigável

O endereço eletrônico da página de produto precisa ser amigável. E para isso, deve conter a keyword exata (o quanto mais no início, melhor). 

Uma URL de página de sapatênis, por exemplo, para estar bem otimizada precisa ser o menos extensa possível, com pastas separadas por barra /.

E também conter /p para facilitar os Googlebots entenderem  sobre o que se trata de uma página de produto especificamente. Como você pode verificar no exemplo real de um e-commerce de moda:

https://www.aleatorystore.com.br/44481_tenis-aleatory-win-marinho-azul-marinho-38/p

Ficou alguma dúvida ainda?
Dá uma conferida no vídeo ao lado do tutorial completo da plataforma Tray.

Quer outras dicas de como otimizar páginas de produto para Google e pessoas?

Baixe nosso e-book Descomplicando SEO na página de produto.

Otimização de conteúdo:
a importância para lojas virtuais

SEO e conteúdo precisam andar de mãos dadas para trazer melhores resultados para o seu e-commerce. 

Isso porque o texto otimizado (também chamado de SEO para conteúdo) costuma oferecer as informações indispensáveis para o usuário tomar a decisão de compra. O que costuma ocorrer principalmente nas páginas de categoria e produto. Por esse motivo, elas precisam conter:

  • Nome do produto 
  • Avaliação dos consumidores (estrelas)
  • Descrição do produto
  •  Especificações técnicas
  •  Preço
  • Tamanhos e cores disponíveis
  • Formas de pagamento
  • Facilidades
  • Promoções 

Entre outras informações relacionadas à intenção transacional do usuário que são fundamentais para ajudar a pessoa a entender o que é seu produto, como comprar, quais benefícios e vantagens sua marca oferece, como utilizar o produto, dicas sobre a categoria, etc.

SEO para conteúdo ajuda a melhorar
a performance do e-commerce

E junto com uma boa arquitetura da informação, a otimização de conteúdo para SEO também ajuda a facilitar a vida das pessoas com o uso de palavras-chave pesquisadas levando em conta também a intenção do usuário.

Portanto o texto otimizado colabora para manter o usuário navegando dentro do site . O que resulta em uma menor taxa de rejeição (Bounce Rate) e ajuda a melhorar também outras importantes métricas de SEO. E aumenta as chances de conversões.

Mas, vale lembrar que é preciso usar keywords relevantes, mas não em excesso. Além disso, é preciso ter cuidado para não ter páginas no mesmo site brigando pela mesma palavra-chave porque é um outro problema de SEO já que resulta em queda no ranqueamento.

Vale destacar que a produção de conteúdo SEO também é indispensável para os bots do Google e outros motores de busca entenderem imagens.

Afinal, é lendo o texto ALT de cada uma delas que o buscador consegue descobrir que imagem é aquela. 

Portanto a produção de um pequeno texto com a palavra-chave faz toda a diferença. Além de favorecer ainda o usuário porque se der algum problema de carregamento (que também é um problema de SEO), na imagem, a pessoa passa a ter noção do que era. 

Uma dica para criar um bom texto ALT da imagem é fazer essa frase conversar com o conteúdo da página como um todo em vez de ser apenas uma simples descrição do produto. 

Por exemplo: em um conteúdo de um e-commerce de moda, tem o H2 Como combinar camisa polo com jeans com uma imagem de um look com as duas peças. Nesse caso, o texto ALT poderia ser “combinação perfeita da polo y (modelo) com o jeans X (modelagem da calça)”.

SEO e Conteúdo: o que precisa ser otimizado na loja virtual

A otimização do texto alt da imagem é apenas um exemplo da importância do conteúdo para SEO, mas vai além. 

Lembrando que a comunicação na loja virtual também costuma ser benéfica para os setores de Venda, Branding, Marketing de Conteúdo e SEO, entre outros. 

Para a produção de conteúdo SEO ser útil, ela precisa ser planejada com base em palavras-chave (para facilitar bots e usuários), na intenção de navegação das pessoas e nas informações que as pessoas pesquisam no buscador. 

Mas também pode agregar ao tom de voz da marca (entrando em alinhamento com as necessidades de otimização de conteúdo e até mesmo de UX, é claro). 

Quer saber o que é necessário fazer na otimização de conteúdo em sites de vendas online?
Então confira os itens abaixo:

Title

É o título da página no navegador e Título do conteúdo otimizado da página (Heading 1 – H1). Também é o título que vai aparecer no buscador junto com uma descrição, URL e avaliações. Até 50 caracteres é o ideal. Porém, na plataforma Tray o limite é de até 239 caracteres.

Mas, vale lembrar que Google lê pixels.Ou seja, por mais que seu title esteja otimizado com palavra-chave e tenha aparentemente o tamanho recomendado, dependendo da fonte utilizada por sua loja virtual, o Title pode acabar excedendo o limite ideal. 

Para evitar que isso aconteça, uma dica importante é testar o title no simulador de SERP, a ferramenta gratuita Serpsim. Nela, você pode descobrir ainda o tamanho em pixels da URL e Meta Description.

Description

É a descrição da página que irá aparecer para quem pesquisa no Google ou outro buscador. 

Precisa ter um conteúdo que tenha a palavra-chave em um breve resumo (de até 256 caracteres na Tray), explicando o que o usuário encontra naquela página. 

O ideal é que seja convidativo para melhorar o CTR e o tráfego orgânico. Ter menos de 150 caracteres é o ideal.

Texto Alt da imagem

É o texto que descreve para o buscador e usuários sobre o que é a imagem. No caso dos internautas, eles visualizam caso tenha algum problema na foto. 

Uma dica importante de otimização para texto ALT em e-commerce é evitar descrever a imagem com a keyword, pensando apenas no produto, mas sim no contexto daquela informação na parte do conteúdo e heading que faz parte. 

Então, por exemplo, evite um texto ALT como homem usa jaqueta bomber marca e modelo (ex: sua marca modelo 3H4Ecc). Costuma ser mais assertivo escrever: a jaqueta bomber masculina serve para momentos casuais e eventos diversos Isso porque a keyword do produto está inserida junto com uma informação a mais.

Na hora de otimizar Texto ALT, vale a pena fazer isso também em conformidade com a heading que a imagem faz parte. Dessa forma facilita a escrita e o contexto.

Conteúdo de páginas estratégicas da loja virtual

Categoria, Departamentos, Produto, Landing Pages, entre outras páginas da loja virtual ou site da marca precisam de otimização para SEO para trazerem melhores resultados para o e-commerce.

URLs

O endereço eletrônico do e-commerce também precisa conter a keyword da página para ajudar na identificação do conteúdo por parte do Google e outros buscadores e até mesmo das pessoas. 

Afinal, só de receber um link com uma URL otimizada, o internauta já é informado sobre o que irá ler caso acesse.

A dica de otimização para ela é a seguinte: quanto mais exata a keyword da página melhor. E ela deve estar o máximo para a direita da URL

Por exemplo: https://loja.com.br/camisa-vermelho-modelo-muito-doido. No caso dessa otimização, a tentativa é ranquear no Google para a keyword camisa vermelha.

Principais técnicas de otimização de conteúdo SEO

Keywords posicionadas estrategicamente no texto

Para evitar repetição excessiva das palavras-chave pesquisadas, a dica é usar poucas vezes e colocá-las em lugares estratégicos como:

    • H1
    • Em um dos H2
    • Texto alt das imagens
    • URL
    • Title
    • Description.

Além disso, é importante usar sinônimos e termos relacionados para evitar Keyword Stuff. No exemplo do nosso post abaixo, a palavra-chave long tail O que é Storytelling está no H2.

Enquanto a keyword exata (head tail) está destacada na primeira linha. Repare que ela não aparece mais no período. O que torna o texto mais natural como o Google e as pessoas gostam. E ainda evita que a página seja penalizada pelo buscador.

Texto-âncora

Keyword com um link para uma determinada URL otimizada é conhecido em SEO como anchor text ou texto-âncora. 

O que é fundamental para levar o usuário de uma página para outra quando quer se aprofundar em uma determinada informação que a palavra-chave destaca. 

Mas, também serve para linkar para fora do site. Abaixo as palavras-chave em destaque são de 2 texto-âncoras diferentes.

Escaneabilidade

É algo que não pode faltar na produção de conteúdo SEO. É o conjunto de técnicas de otimização que garante a facilidade de leitura dinâmica.

A hierarquia de headings é um dos exemplos, mas há vários outros como a organização do texto em chunks, criação de linkagens, uso de negrito e textos-âncora.

Como você pode verificar no print abaixo, tirado do smarphone, da página SEO para e-commerce aqui da Search Lab.

Veja como é mais confortável visualmente quando comparado a um blocão de texto sem elementos textuais que destacam informações como negrito, bullets e headings (no caso a H2 Fazemos tudo em SEO). Ou seja, escaneabilidade é bom para as pessoas e o que costuma ser bom para o usuário, o Google gosta.

Escaneabilidade

Hierarquia de headings

Os títulos, subtítulos e intertítulos são conhecidos em otimização de conteúdo para SEO como Headings. 

Eles são fundamentais porque informam a hierarquia das informações. O que faz usuários e buscadores saberem, só de olhar para o texto, que tem a informação mais importante.

Cada H2 está contido no H1 assim como cada H3 está contido no H2

Ficou confuso?
Confira esse exemplo: se o estado do Rio de Janeiro é o H1, cada H2 é uma cidade. Dentro do H2 Niterói, cada H3 seria um município niteroiense como Icaraí.

Chunks

Presente também em UX, os chunks são aplicados, há tempos, na produção de conteúdo SEO (embora em sites chunks sejam maiores do que em apps).

Essa técnica de escaneabilidade nada mais é do que organizar o conteúdo em pequenos pedaços com no máximo 5 linhas.

Lembrando que como a maioria das pessoas acessa a internet pelo smarphone, hoje em dia, os chunks estão ficando cada vez menores para colaborar com o conforto visual do usuário nas telinhas. Então pedaços de texto com até 3 a 4 linhas é o recomendado.

No exemplo abaixo, você encontra um parágrafo organizado em chunks para facilitar a leitura na internet.

Bullets e listas numeradas

Outra técnica de otimização de conteúdo para SEO, é destacar uma série de informações importantes do texto em bullets e/ou listas numeradas. 

Com isso, só de bater o olho no texto de categoria, produto ou até mesmo no blog da marca, o usuário encontra com a facilidade o que realmente quer saber

No exemplo abaixo, você vê um H3 com uma lista de informações importantes em bullets. Mas, poderia ser uma lista numerada se fosse um passo a passo por exemplo.

Quer saber mais sobre técnicas de SEO para otimizar conteúdo?

Assista o vídeo ao lado porque nossa redatora Anna Cecilia fala um pouco mais sobre a importância das headings.

Como cadastrar conteúdo nas
páginas de categoria na Tray

A Tray é uma das melhores plataformas de SEO para implementar otimizações de conteúdo. No caso da inserção de texto na página de categoria, basta você ir no menu e clicar em: Produto> Categoria> Incluir Nova Categoria

Caso já tenha a categoria cadastrada, é só clicar em Editar.

Antes de incluir a descrição de categoria, é importante você ter realizado uma pesquisa  de palavras-chave. E para isso, a dica é usar uma boa plataforma de SEO como, por exemplo, SEM Rush ou qualquer outra de sua preferência. 

Com ela, você descobre como as pessoas pesquisam no Google determinados termos, tem acesso ao volume de busca de cada keyword e até mesmo o grau de concorrência dela (alto, baixo), entre outras informações importantes para SEO.

Comece otimizando o Title (H1)

O primeiro passo para a otimização de conteúdo de categoria na Tray é o preenchimento do nome da categoria. Para isso, a dica é usar keyword que a representa. Como, por exemplo, sapato feminino ou notebooks, etc. 

Vale lembrar que você está otimizando com isso a Heading 1 (H1) que é equivalente ao título da página que aparece nas abas do navegador e também na SERP. Ou seja, é a otimização da tag Title.

Otimize a Meta Description da categoria

Abaixo do nome do produto, você encontra a opção descrição completa (meta description). Vale a pena preenchê-la porque ela costuma aparecer na página de resultados de pesquisa do Google abaixo do Title e próxima a URL.

Diferente da descrição do produto, a meta descripton é uma tag que serve para o internauta saber, ainda na SERP, do que se trata o conteúdo da página que apareceu como resultado de pesquisa.

Então ela precisa ter não apenas a palavra-chave que você usou no Title como também reunir informações úteis para o usuário tomar a decisão de clicar ou não no link do seu e-commerce.

Mas, é importante você saber que description não é um dos fatores de ranqueamento do Google. É apenas algo que o maior buscador do mundo valoriza porque é bom para o usuário.

Além da otimização da meta description com a keyword, uma dica legal é criar uma frase convidativa para ajudar a ter mais cliques ( CTR alto) e levar mais gente para dentro do site do e-commerce.

O que além do crescimento do tráfego orgânico, ainda aumenta as chances de vendas online principalmente se as otimizações de SEO Onpage estiverem em dia (carregamento rápido de página, linkagem interna, conteúdo otimizado, etc.)

Preencha o campo Palavras-Chave (Meta keywords)

Logo abaixo da meta description, tem a opção Palavras-chaves (meta keywords), ela deve ser preenchida com palavras-chaves que são diretamente relacionadas com a categoria.

Então, por exemplo, se o seu e-commerce de moda tem uma categoria calças femininas, você pode cadastrar calças jeans, calça couro sintético, etc.

Mas, é importante ter coerência no cadastramento dessas keywords. Portanto se seu sua loja virtual só vende roupa de courino (couro sintético), não adianta cadastrar o palavra-chave head tail couro. Assim você vai atrair para o e-commerce pessoas que querem comprar um produto que sua loja simplesmente não vende.

Além de não fazer sentido, isso também traz consequências para o SEO como, por exemplo, aumento da taxa de rejeição já que o internauta vai entrar, não encontrar o que deseja e sair imediatamente. 

Isso porque ele não vai ficar navengando no site procurando couro legítimo até achar. Ele vai simplesmente voltar para o buscador e acessar o site que estava posições abaixo do seu no ranqueamento.  

Em uma situação como essa, é necessário descobrir se as pessoas pesquisam no Google couro sintético ou courino para otimizar corretamente title, meta description, URL e descrição do produto. 

Mas, na opção Meta Keyword, o ideal é colocar os 2 porque são o mesmo e vai atingir quem procura dos 2 jeitos. Porém inserir couro, não é uma boa ideia se você não vender produtos em couro legítimo. Até porque sua página pode ser inclusive penalizada pelo Google.

Insira o endereço da Categoria

Nessa opção você irá colocar a URL da categoria. Mas, lembre-se que para ajudar em SEO, ela precisa ser amigável (curta e objetiva). E para isso, inserir a keyword nela é fundamental.

Além disso, ela não deve conter espaços, caracteres especiais, números misteriosos, etc. Um exemplo de URL otimizada é a da nossa categoria SEO para E-commerce que é https://searchlab.com.br/seo-para-e-commerce/ 

Repare que ela é composta apenas por barras e caso tivesse uma subcategoria ela viria entre barras logo na sequência.

Insira a descrição da categoria

Você sabia que não é uma boa ideia padronizar o conteúdo das categorias? Por exemplo: escrever um descrição padrão para todas da sua loja virtual para só copiar e colar mudando apenas a palavra-chave. 

Ou seja, nada de simplesmente mudar de sapato masculino para sapato feminino de uma categoria para outra. Isso porque o Google costuma identificar o padrão e interpretar como conteúdo duplicado

E quando isso acontece, as páginas são penalizadas com perda de posição no ranqueamento. E em alguns casos nem são mais ranqueadas por ser considerado Black Hat.

A preocupação do maior buscador do mundo com a qualidade de informações que os usuários dele têm acesso é tão grande que, há anos, existem alguns algoritmos do Google só para analisar conteúdo

Como, por exemplo, o Google Panda que tornou o conteúdo um importante fator de ranqueamento passando a punir a reutilização de conteúdo dentro do site (repetição de parágrafos inteiros ou textos iguais ou muito parecidos em diferentes páginas, excesso de palavras-chave, taxa de rejeição alta, etc).

Por esse motivo a produção de conteúdo SEO é fundamental para trazer bons resultados para a página de categoria. E uma ótima dica para criar uma boa descrição, é antes de publicar na plataforma Tray, já ter um conteúdo de categoria otimizado e produzido.

Para isso, é indispensável a pesquisa de palavra-chave e o foco na intenção do usuário. No caso das páginas de categoria, o desafio do consumidor é escolher o melhor tipo de produto presente nela de acordo com o caso específico dele . Ou seja, é um dos passos antes de realizar a compra.

Então o texto de descrição de categoria precisa ter uma pegada venda consultiva. Não há receita de bolo, até porque vai depender de como seu público-alvo ou persona pesquisa, mas informações relevantes e úteis são muito bem-vindas como:

  • O que é aquela categoria de produtos
  • Para que serve
  • Para quem é recomendado 
  • Quais os tipos de produtos que ela reúne
  • Como escolher o modelo certo
  • Dicas de conservação
  • Entre outras dúvidas que seu possível consumidor e clientes atuais tiveram durante esse ponto da jornada de compra.

Um detalhe importante na inserção do conteúdo de categoria é o uso correto da hierarquia de headings. Na plataforma Tray, o título da descrição precisa estar em H2 e os subtítulos em H3 e intertítulos em H4. 

Isso porque em páginas otimizadas para SEO, só pode existir apenas um H1. E no caso, ele já está sendo usado no nome da página.  

Ainda tem dúvidas?

Conclusão

Aprender a implementar certas demandas de SEO na Tray é fundamental para obter melhores resultados no canal orgânico. A otimização de Title e Description, por exemplo, costuma melhorar o CTR (taxa de cliques do buscador para a página da loja virtual).

E, consequentemente, pode colaborar com o aumento de tráfego orgânico. Só para citar um exemplo de como o que você aprendeu nessa página pode mesmo fazer a diferença em um projeto SEO.

Sem contar com a implementação de uma boa arquitetura da informação. Quando bem estruturada, ela facilita a otimização de outras coisas como, por exemplo, URL amigável. 

Mas, vale lembrar que a maioria dessas otimizações realizadas pela plataforma de e-commerce precisam ser bem planejadas antes. 

Isso porque a tecnologia vai apenas permtir que você coloque em prática implementações, porém não irá oferecer um plano estratégico de SEO para o e-commerce.

Isso apenas quem é especialista no assunto consegue fazer levando em conta os objetivos do negócio, equipe, recursos, tecnologia, entre muitos outros fatores que envolvem um projeto de SEO para lojas virtuais.

Quer saber mais sobre otimização de sites para o Google no caso específico da sua empresa?
Entra em contato com a gente

Nós da Search Lab adoramos conversar sobre como SEO agrega aos resultados do negócio!

Conte-me mais sobre seus desafios.

Nos envie um e-mail ou entre em contato pelo telefone, Whatsapp ou agende um bate-papo.

Nossos Parceiros
Plataformas
Newsletter
Confirme que não é um robô
Rolar para o topo