As respostas para as principais dúvidas de SEO

FAQ de SEO

Veja abaixo as respostas para algumas das dúvidas mais recorrentes relacionadas ao mundo do SEO.

 

A melhor resposta para essa pergunta é depende.

Por que isso?

Depende do nicho e da estrutura do site principalmente.

O resultado pode começar aparecer em questão de alguns meses ou até no ano seguinte.

Entretanto, começando com o básico de SEO (otimização de tecnologia e estrutura de conteúdo), alguns resultados já começarão a aparecer, como melhoria do posicionamento média, site mais rápido, etc.

Para resultados mais robustos é necessário traçar um objetivo claro. De um modo geral, a partir do 6º mês de trabalho, podemos começar a conversar sobre resultados. 

Se deseja comprar backlinks para melhorar o seu resultado orgânico, você pode e deve ser penalizado.

A compra de links para manipular os resultados da pesquisa é contra as diretrizes do Google.

Em um primeiro momento a compra pode até melhorar seu resultado mas em curto/médio prazo tudo irá ruir.

O Google rastreia sites seguindo links, internos e externos, usando um bot chamado Google bot.

Este bot chega à página inicial de um site, começa a renderizar a página e segue o primeiro link.

Ao seguir os links, o Google pode elaborar a relação entre as várias páginas, postagens e outros conteúdos.

Dessa forma, o Google descobre quais páginas do seu site abordam assuntos semelhantes e atribui valor a cada uma delas.

Vemos muitos materiais informando que 2000 palavras é o tamanho médio dos conteúdos que estão nas melhores posições do Google.

Tome cuidado! Mais uma vez a resposta para a questão é depende!

Por que? Antes de pensar em volume de palavras, é preciso saber qual é o objetivo por trás do conteúdo. Como você pretende ajudar o usuário? Se você conseguir ser consistente em 500 palavras, pode ter certeza que você terá resultado.

Não escreva para robôs. Escreva para pessoas!

Sim. 

Porém, não parta do princípio que seu site foi punido pelo Google.

As vezes a queda pode ter sido gerada por alguns problemas de tracking, problemas no Search Console.

Esgote estas possibilidades antes de partir para o problema punição.

Caso tenha esgotado estas possibilidades, faça uma auditoria do seu site para entender como o site está sendo lido e se ele está seguindo as melhores práticas de SEO.

Todos sabemos que o trabalho de link building é importantíssimo em uma estratégia de SEO.

Porém, este trabalho está ficando cada vez mais complexo e semântico. Dessa forma, temos que assegurar que o site está seguindo as boas práticas.

Caso encontre backlinks que não conversam com a estratégia do site, eles podem ser removidos através da disavow tool do próprio Google.

Primeiramente você deve ter um objetivo claramente definido para o projeto.

Desta forma, as métricas e indicadores que serão observados poderão gerar insights acionáveis de irão melhorar a performance do projeto.

Há um tempo atrás realizamos um webinar e disponibilizamos o material (basta fazer o download) com alguns pontos que devem ser observados ao trabalhar com SEO.

Ficando atento a esses pontos, com certeza o site começará e performar melhor, gerando mais tráfego e consequentemente mais conversões (vendas, leads ou outro tipo de conversão).

A canonical tag é uma das formas mais simples de resolver o problema de conteúdo duplicado.

Qual é a utilidade dela?

Se o seu site exibir o mesmo conteúdo (ou muito semelhante) em várias URLs, a canonical tag é usada para agrupá-los e atribuir uma versão principal (canônica).

Ex:

http://site.com.br/c/categoria-1 (a página principal)
http://www.site.com.br/c/categoria-1?ref=abc… (a mesma página mas com um tracking de referrall)
http://www.site.com.br/c/categoria-1?sort=price (a mesma página com um filtro de preço aplicado)

Para o Google, são páginas com o mesmo conteúdo. Para resolver isso, nas páginas diferentes da principal devemos inserir <link rel=”canonical” href=”http://site.com.br/c/categoria-1″>. Dessa forma, o Google passa a entender que não são páginas duplicadas.

Entretanto por mais que isso resolva o problema, podemos ter um problema de autoridade de páginas aí. O melhor caminhos sempre será indexar somente as páginas que de fato devem ser indexadas.

 

Pense no seu site como uma grande mansão ou um país, como o Brasil.

Cada página do seu site é um cômodo da mansão ou um Estado do país.

Agora imagine que o seu sitemap é um mapa bem explicado da mansão ou do país.

Agora imagina os robôs (crawlers) como turistas. O sitemap (mapa) ajudará eles a encontrar mais facilmente as páginas do seu site e consequentemente a interpretação delas.

O Robots.txt é um arquivo que avisa para os robôs de rastreamento quais arquivos, tipos de página, pastas devem ser lidos e quais não devem ser lidos.

Ter ele bem configurado é essencial para garantir que os robôs não gastem tempo renderizando e indexando páginas que não deveriam ser indexadas.

Dessa forma, o tempo gasto para rastrear as páginas (crawl budget) reduz e consequentemente o site passa a ter uma leitura melhor por parte dos crawlers.

Calma aí! Redes sociais tem ligação com SEO?

O Google prioriza os conteúdos que entregam a melhor experiência possível para o usuário de acordo com a busca realizada.

Dessa forma, conteúdos que são muito compartilhados em redes sociais, que possuem interações nas redes sociais, são priorizados.

Esses são os sinais sociais. Essa é a ligação entre Redes Sociais e SEO.

A sua preocupação deve ser com o que você tem possibilidade de executar com o mínimo de esforço.

O trabalho de SEO é contínuo. Portanto é importantíssimo manter um ritmo de execução contínua.

Se tiver possibilidade de executar mais tarefas relacionadas a SEO onpage, mãos a obra. 

Se tiver possibilidade de executar tarefas mais relacionadas a offpage, mãos a obra.

Mas tenha em mente que em algum momento você precisará focar mais em onpage ou offpage dependendo do resultado que deseja alcançar.

Ainda tem dúvidas?

Nossos Parceiros
Plataformas
Newsletter
Confirme que não é um robô
Rolar para o topo