5 erros comuns de Web Design que impactam em SEO

erros de webdesign

O que é um bom site para você?

Concorda que o melhor dos mundos é um site que seja agradável para o usuário e para o Google (considerando que aqui no Brasil é o principal buscador utilizado)?

É basicamente sobre isso que falaremos hoje. Existem muitos sites que não tem essa balança equalizada. Dessa forma, prezam bastante pelo lado estético e pouco pela funcionalidade.

Se você está em uma equipe de Marketing ou desenvolve sites para o mercado, fique atento a esses 05 erros de Web Design que impactam diretamente em SEO e não os cometa. 😜

Erro 1 – Erros de hierarquia de heading tags ou falta delas

22 h1 em uma única página

Um site pode ser visualmente lindo e ter uma boa navegação e isso para o usuário já basta. Mas ao considerar o site como uma extensão da empresa na web, ele precisa gerar resultados de negócio, correto?

Entretanto, ao checar o Google Analytics você nota que o site não recebe visitas orgânicas ou que esse canal não cresce e somente os canais pagos geram resultado de negócio.

Por que isso acontece?

Na figura acima demonstro uma página de um site publicado que contém 22 H1.

Não!O H1 (heading tag 1) é um dos primeiros elementos que o Google analisará para saber sobre o que a página se trata.

Agora imagine o crawler do Google entrando em uma página com 22 H1 ?

Ainda existem casos de páginas que não possuem o H1,  o que diminui drasticamente as chances de um site ranquear para um termo com alguma concorrência.

Erro 2 – Imagens ou arquivos grandes

Um site com imagens bonitas cheias de detalhes tornam um site fantástico.

Apesar disso, se o tamanho desses arquivos for grande, eles trarão alguns problemas de carregamento que afetam negativamente o SEO.

O Google valoriza páginas que carregam rapidamente.

Como saber se existem arquivos / imagens grandes no site e como corrigir esse problema?

Para uma verificação rápida, basta usar o Google PageSpeed ​​Insights.

Ele dirá exatamente os arquivos que necessitam de otimização.

google speed insights

Erro 3 – Imagens com muito texto

Sabemos que cada vez mais as pessoas navegam através de dispositivos móveis e o que isso impacta nas imagens?

Elas precisam ser adequadas ao tamanho do dispositivo e se elas tiverem muito texto (lembrando que quando falamos texto é texto no jpg), ao reduzir o tamanho, com certeza a leitura será dificultada.

Com isso, o usuário partirá para outro site que tenha uma experiência de navegação melhor.

Isso deixa claro o papel estratégico de cada página de um site, pois quanto mais leve e adequada para qualquer tipo de dispositivo a página for, maior será a probabilidade de atingir o objetivo imaginado para ela.

Abaixo veja um exemplo do próprio site da Search Lab. Não importa o tamanho da tela, a imagem e o texto continuam adequados, proporcionando uma boa navegação ao usuário.

Isso aconteceu porque os elementos (imagem, texto e botão) estão todos separados.

imagens com texto html

Erro 4 – Falta de Conteúdo

O Google lê conteúdo!

Pensando nisso, as páginas de um site devem ter pelo menos 400 palavras no conteúdo.

A não ser que o conteúdo da página seja simples e raso ou que ela seja uma página complementar.

Caso contrário, a página deve sim ter conteúdo bem produzido e pensado principalmente para os princípios de SEO Onpage.

Veja abaixo alguns erros comuns relacionados a falta de conteúdo.

Uma página que aborda todos os serviços / produtos

Um dos princípios básicos do SEO é pensar cada página do site para uma ideia de palavra chave.

Dessa forma, o Google consegue identificar o assunto da página pela URL e demais fatores de ranqueamento, facilitando assim a busca do usuário e obtendo assim ranqueamento para essa palavra e palavras relacionadas.

Com essa lógica em mente, uma página com vários produtos ou serviços fica confusa e não otimizada, dificultando o ranqueamento da mesma.

Falta de página de serviço / produto

Ao cortar essas páginas do  site, você elimina a oportunidade de ranquear para palavras relacionadas ao serviço.

Ao invés de concentrar toda informação dos serviços / produtos em uma única página, pode incluir um resumo de cada produto / serviço em uma URL como www.site.com.br/servico ou www.site.com.br/produtos e incluir links para as páginas de cada serviço ou produto.

Pouco conteúdo em páginas estratégicas do site

Não pense que somente ter  páginas de serviço / produto inclusas na arquitetura da site resolverá problemas de busca.

Perca bastante tempo pensando sobre o conteúdo da página. Pense principalmente em como o seu público busca o produto ou serviço, como ele resolve as demandas dos usuários, etc.

Se você tem conteúdo descritivo que explica aos usuários esses pontos, há uma chance maior de que essas páginas apareçam nas buscas e consequentemente gerem leads, clientes, assinantes ou outro objetivo planejado.

Erro 5 – Conteúdo em abas

Existem muitos site com conteúdos “escondidos” em abas.

exemplo de conteúdo em abas

Isso pode parecer uma forma de deixar o layout do site mais organizado, porém, o Google não lê conteúdo escondido.

O Google atualiza constantemente seus algoritmos sempre buscando a melhor experiência para o usuário.

Conteúdo em abas são como se fossem armadilhas para clique e não são exibidas para o usuário por padrão. Desa forma, o Google priorizará sites onde as informações são disponibilizadas diretamente para o usuário, sem a necessidade de algum “clique para ver”.

Existem muitos pontos de Web Design que impactam diretamente em SEO e neste post vimos apenas 05. Caso queira,  podemos realizar uma análise no seu site sobre os aspectos de SEO. E aí? Vamos bater um papo?

Quero analisar o meu site!

Conclusão

Ao desenvolver um novo site ou redesenhar um site existente, nunca se desse pontos relacionados ao SEO.

Afinal, do que adianta um site lindo e maravilhoso se ele não pode ser encontrado pela ferramenta de busca mais utilizada pelos brasileiros?

Além disso, se ele não for encontrado pelo Google, consequentemente não será encontrado pelo usuário ao buscar termos relacionados ao seu produto ou serviço. Fique com isso na cabeça!

Um abraço e até o próximo artigo!

Leave a Reply 0 comments

Leave a Reply: